sábado, 24 de setembro de 2005


Incêndio devora reserva indígena no Pará (Fonte: 24 Horas News )
Um incêndio florestal consome parte da reserva sororó, dos índios suruí, em São Geraldo do Araguaia, no sul do Pará. O fogo começou na BR-153, que liga o Pará ao Mato Grosso, mas se alastrou para dentro da reserva, onde vivem trezentos índios. Os responsáveis pelo incêndio seriam fazendeiros, que queimam a floresta para transformá-la em pasto para o gado.
Os próprios índios tentam combater o fogo, que está fora de controle. Hoje, eles pediram ajuda ao Corpo de Bombeiros de Marabá e ao Ibama, para evitar que suas casas e plantações sejam totalmente destruídas. Parte da plantação de arroz e milho da tribo já foi perdida. Agricultores e índios de outras etnias da região estão isolando trechos da mata para impedir que as chamas se alastrem. O Ibama vai pedir o auxílio de um helicóptero para combater o fogo. A Fundação Nacional do Índio (Funai) informou que as famílias da tribo estão apreensivas com o incêndio e ameaçam deixar a aldeia.
Os suruís tiveram os primeiros contatos com os não-índios a partir da década de 60, numa expedição comandada pelos sertanistas Francisco e Apoena Meirelles. Nessa época, a população foi calculada em torno de 500 pessoas. Cerca da metade morreu de sarampo e gripe. Sua atividade central é a agricultura, embora se utilizem também de caça, pesca e coleta. Eles possuem uma festa sagrada, denominada hô-iê-ê-tê, destinada à cura de pessoas doentes e à invocação de fartura e saúde.

5 comentários:

Janaina Staciarini disse...

Ai, essas queimadas são perigosas demais. O pessoal não sabe controlar. E o meio ambiente paga por isso. Aqui tivemos cerca de 40% do Parque Nacional das Emas queimado este ano.

Palpi disse...

Se eu que não moro na mata, nem perto, morro de tristeza ao ver essas queimadas, calcule o sofrimento desse povo. Ah, o homem... não aprende, né?
Beijo. Bom fim de semana.

Angela Ursa disse...

Amigas Janaína e Palpiteira,é uma tristeza ver quanta destruição tem havido de parques e florestas por causa de incêndios. Neste caso, foi pior porque a matéria diz que o incêndio foi criminoso e provavelmente os causadores vão ficar impunes. Beijo da Ursa

Margaret Dal-Ri disse...

Querida Ursa
Daqui a pouco não haverá lugar, nem para ouvirmos o canto do uirapuru,quanto mais para os índios irem.Bush vem ai. Atrás dele uma comitiva de jornalistas,que com certeza não vai se interessar com o almoço na "Granja do Torto".É bom o presidente Lula começar a estudar para dar respostas à sabatina.
Adorei a galeria atística do Joca.Apesar de nascer em família humilde, minha mãe pintava e hoje uma de minhas irmãs é artista plástica em Gramado-RS.

Angela Ursa disse...

Olá, Margaret! O Bush é um antidefensor da natureza declarado. Ele só quer saber de petróleo e guerra. Só quero ver como será esse encontro dele com o Lula, se vai ter algum ponto positivo. Que legal saber que sua mãe e sua irmã gostam de arte também! O Jôka é um super artista plástico. Beijos da Ursa!