quarta-feira, 26 de outubro de 2005

Escultura de Lorenzo Quinn (Fonte)
__________________________
OS POEMAS (Mário Quintana)
Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada par de mãos
e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...

8 comentários:

Silvio Vasconcellos disse...

Que encontro feliz, dessa estátua lindíssima e Mário Quintana.

Teu blog é um éden nesse aridez da internet, com pássaros, índios e matas.

Vou recomendar a outros blogueiros do mundo. Me permite um link?

Angela Ursa disse...

Olá, Silvio! Seja sempre bem-vindo à floresta virtual da Ursa! Obrigada pelos elogios e por você querer divulgar minha página. Abraços florestais! :))

Taia disse...

Que escultura linda essa aí de cima. Fiquei encantada mesmo. Adoro escultura, pintura, que tenha as mãos como tema.
Beijos!

Jôka P. disse...

A escultura é linda, surrealista e fascinante.
Arte, floresta, ecologia e bom gosto.
A URSA arrasando sempre !
:)
Bjs,
JÔKA P.

Angela Ursa disse...

Renata e Jôka, esse escultor é filho do ator Antony Quinn. Ele tem esculturas maravilhosas, cada uma mais bonita que a outra. Vale a pena conhecer o trabalho dele. Beijos da Ursa :))

Saramar disse...

Angela Ursa, sua sensibilidade é notável. Reunir essa maravilhosa escultura rica de sginificados com a poesia do "menino" Quintana foi perfeito.

Parabéns

Beijos

Angela Ursa disse...

Saramar, obrigada pelas suas palavras. Que bom que você gostou da escultura ilustrando a poesia!
Beijos

Margaret Dal-Ri disse...

Mário Quintana era realmente um especialista em dar asas a imaginação.
Bom seria se pudessemos aprisionar o pássaro do conhecimento.Mas estamos sempre em busca.
Escultura maravilhosa.