quinta-feira, 17 de novembro de 2005

Cocar feito com penas de galinha amarradas em tiras de pano que pertenceu à esposa de um líder religioso, que o utilizava em 2003.

Filosofia dos índios Kaiowá chamada ñemboro´y
(Fonte: Boletim Iandé: Guarani-Kaiowá)
Há uma filosofia praticada pelos Kaiowá, e também por outros grupos de índios Guarani, chamada ñemboro´y.
Essa palavra significa "tornar algo frio". Consiste em um procedimento para abordar qualquer problema vivido pelo índio e por sua comunidade. A questão é abordada de três pontos de vista: do teko porã, que é o "modo de ser bom"; do teko joja, que é o "modo de ser justo"; e do teko marangatu, que é o "modo de ser sagrado". Esse procedimento faz com que os assuntos sejam tratados, levando-se em conta todos os aspectos relevantes para o indivíduo e sua sociedade, inclusive - muito importante para os Kaiowá - o aspecto religioso, a busca por deus e suas manifestações.

6 comentários:

Diana disse...

D. Ursa.....que coisa linda....
Bjs....

Lia Noronha disse...

Ursa: com toda essa confusão da cidade grande...estou com vontade de fugir pra sua Floresta!
Boa tarde de quinta-feira.
Beijos urbaníssimos!

Angela Ursa disse...

Amiga Diana, pois é, quanta sabedoria têm os nossos irmãos índios! Beijos!

Amiga Lia, pode vir descansar na floresta. Aqui tem oca especial para hospedar os amigos. E um cardápio de iguarias indígenas ;)) Beijos!

Margaret Dal-Ri disse...

O que vc acha de enviar uma cópia da Filosofia dos Kaiowás para nossos governantes?

nanbiquara disse...

Adorei essa filosofia, muito verdadeira.
Beijos, :).

Angela Ursa disse...

Margaret, dá vontade mesmo de enviar esse texto para os governantes e todos os políticos. Beijos!

nanbiquara, é sim uma bela filosofia, que devia ser adotada por todos. Beijos da Ursa