sexta-feira, 18 de novembro de 2005

Índios Matis, que participam dos Jogos dos Povos Indígenas.

VIII Jogos dos Povos Indígenas (Fonte)
Fortaleza - A praia de Iracema, uma das mais belas do litoral nordestino brasileiro, será palco da VIII edição dos Jogos dos Povos Indígenas. O evento este ano acontece entre os dias 18 e 26 de novembro e contará com a participação de cerca de 1.300 atletas de 42 diferentes povos indígenas nacionais, além de algumas tribos estrangeiras convidadas. Serão disputadas 15 modalidades esportivas divididas em três categorias: indígenas demonstrativas, indígenas competitivas e não-indígena competitiva.
Realizados desde 1996, os Jogos dos Povos Indígenas buscam a integração de comunidades por meio da prática de seus esportes tradicionais, celebrando a cultura de diversos povos, valorizando os costumes e estimulando a auto-estima dos índios. O resgate da identidade cultural também é exercitado com a realização de manifestações como danças, cantos e pinturas corporais.Este ano, o tema dos Jogos Indígenas representa a essência da sabedoria milenar desses povos com a frase: “O importante não é ganhar e sim, celebrar”. Além da comunidade indígena nacional, participam dos jogos deste ano lideranças internacionais que atuarão como observadores, promovendo um intercâmbio cultural muito amplo. Representantes de tribos da Guiana Francesa, do Equador e dos Estados Unidos já confirmaram presença no evento brasileiro.
Povos participantes - Aikewara (PA), Apiterewa ou Parakanã (PA), Assurini do Xingu (PA), Assurini (PA), Awetí (MT), Bakairi (MT), Bororo (MT), Enawenê-Nawê (MT), Gavião Kyitatêje ou Parkatejê (PA), Guarani M´bia ou Nhandevá (SP), Javaé (TO), Kaiwá (MS), Kalabassa (CE), Kalapalo (MT), Kamayurá (MT), Kanela Ramkokamekra Apaniekra (MA), Kanidé (CE), Karajá (TO), Kayabi (MT), Kayapó (PA), Krahô (TO), Kuikuro (MT), Matis (AM), Manoki (MT), Nambikwara (MT), Paresi Halílti (MT), Pataxó (BA), Potiguara (CE), Pitaguari (CE), Rikbaktsa (MT), Suruí (RO), Tabajara (CE), Tabeba (CE), Tapirapé (MT), Tembé (PA), Terena (MS), Tremembé (CE), Xavante (MT), Xerente (TO), Xikrin (PA), Wai Wai (PA) e Yawalapití (MT), além de povos canadenses e aborígenes australianos.

8 comentários:

Palpiteira disse...

Dona Ursa, árvore amarela? Não me diga que vc é daltônica??? :D
Beijo. Boa sexta!

Taia disse...

Ursinha, eu acho lindas as pinturas indígenas, seja no corpo ou nas cerãmicas. É tão lindo!
Tenho um colar feito por índios de Roraima, não sei a tribo, que é lindo. Todo de um tipo de cipó tratado e sementes.
Ver esse índio pintado foi muito bom mesmo!
E a Vitória Régia? Nossa, de perder a fala. Lá no Jardim Botânico tem né? Quanto tempo não vou lá. Acho que devo ir em breve...
Um super beijo, final de semana maravilhoso!

Daia disse...

Adorei a foto premiada: que folgado ele, heim?!

Margaret Dal-Ri disse...

Deve ser muito interessante poder assistir a estes jogos e observar as diferentes formas de cultura destes indios.

Jôka P. disse...

Esses índios atletas parecem que estão zangados !
Cara de poucos amigos.
Índio quer apito, se não der pau vai comer ?????

nanbiquara disse...

Esses jogos deviam ter divulgação, sair nas televisões, nas rádios.
Já pensou cada tribo com sua torcida?
Afinal, também são Brasil, ora!
Beijos, :).

Angela Ursa disse...

amiga palpiteira, a Ursa é desligada assim mesmo. Eu me expressei mal. A árvore era alaranjada e eu disse amarela :)) Beijos!

Renata, eu também gosto muito do artesanato indígena. Agora, fiquei com saudades do Jardim Botânico. Eu tive a alegria de ver vitórias-régias lá quando morava no Rio. Beijos! PS: Espero que esteja tudo bem com você e a família.

Daia, esse urso tem um jeito muito simpático mesmo :)) Beijos!

Margaret, eu também queria poder assistir aos Jogos Indígenas. Deve ser um espetáculo muito bonito. Beijos!

Jôka, esse grupo de índios devia estar concentrado, se preparando para os Jogos. Eles não são maus, viu? ;)) Beijos!

nanbiquara, concordo totalmente com você! A Globo devia transmitir os Jogos Indígenas. Já imaginou o Galvão Bueno narrando? (risos) Beijos!

Saramar disse...

Angela Ursa,

Essas meninas suas amigas sabem tudo. Que maravilha de sugestão.
A divulgação dos jogos indígenas é muito incipiente.

Beijos