domingo, 9 de abril de 2006


Conheça a Associação de Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro

Universidade lança dicionário de língua indígena do Alto Rio Negro
(Márcia Wonghon, Repórter da Agência Brasil - Recife - Fonte)

Depois de três anos de pesquisas, o Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) lança o primeiro dicionário da língua dos Hupd'ah, povo indígena que vive na região do Alto Rio Negro, no Amazonas.A publicação é resultado de um trabalho conjunto elaborado pelo professor Renato Athias, estudioso de diversas etnias há mais de 20 anos, e o lingüista Henri Ramirez, da Universidade Federal de Rondônia. O projeto foi financiado pela organização não-governamental Saúde Sem Limites, que desenvolve atividades com comunidades isoladas.De acordo com o professor Renato Athias, além de fortalecer a identidade cultural dos povos Hupd'ah, o dicionário vai contribuir para a educação escolar específica, já que "mais de 1,6 mil indígenas de 35 aldeias da etnia ainda não estão alfabetizados". Athias destacou que 40 professores índios começaram a ser capacitados, dentro das próprias aldeias, para iniciar o trabalho de alfabetização da tribo. "O aprendizado será facilitado pela adoção do dicionário e por uma cartilha já existente", ressaltou o professor. Segundo ele, no Brasil, além do português, existem 170 línguas faladas por indígenas.
______________________

Assista a vídeo de curso de magistério com indígenas Hupd'äh (Fonte)

8 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Angela querida,
que belo trabalho dessas mulheres.
Adorei os objetos coloridos da imagem.
Linda semana minha lindinha,
beijosssssssssssss

111x6 disse...

Angela , coloquei meu horário em dia e agora terei mais tempo para vir aqui . Obrigado pelos sempre mágicos e-mails .Eu gosto muito de você !

Angela Ursa disse...

Márcia Clarinha, obrigada pelo carinho. Beijos e flores da Ursa para você :))

Ivo, que bom receber a sua visita! :)) A Ursa retribui o seu carinho. Beijos!

Matilda Penna disse...

Muito bom, um dicionário da língua dos Hupd'ah faz com que a língua não se perca também, devia ter 170 deles, não são 170 as línguas faladas pelos indígenas? Pois...
Beijos e boa semana, :).

Diana disse...

Olá....

Otimo isso....assim as novas gerações terão chance de conhecer o seu passado...
Bjs...

Lia Noronha disse...

Ursa: que bom esse estimulo a divulgação da Cultura indígena...precisamos dar a mior força...sempre!
Beijos bem carinhosos neste começo de semana.
Da amiga de sempre...e urbana.

Jonas Prochownik disse...

Angela, e sempre bom ler os teus blogs, ouvindo o canto do uiaporu. Beijos do teu amigo Jonas.

Angela Ursa disse...

Nanbiquara, eu não sei quantas línguas indígenas existem, mas são muitas e precisam ser preservadas. Beijos!

Diana, é verdade. A cultura deles será preservada pelas novas gerações. Beijos!

Lia, uma ótima semana para você também. Beijos!

Jonas, sempre que quiser, venha ouvir o uirapuru. O pássaro e a Ursa adoram receber os amigos! ;)) Beijo