quinta-feira, 18 de maio de 2006

(Foto por Cláudia Andujar - Fonte: site CCPY - Comissão Pró-Yanomami)

Ianomâmis morrem em Barcelos-AM
(notícia de 15/05/06, publicada em "A Crítica", AM, e enviada para a Lista de Literatura Indígena)
Uma criança, de 1 ano, e um adulto, de 64, da etnia ianomâmi morreram vítimas de malária e picada de cobra em Barcelos-AM. As mortes revoltaram a comunidade indígena, porque não houve atendimento adequado. As áreas ocupadas por 2.400 indígenas não têm equipes de saúde e a qualquer momento outras mortes podem ocorrer. No último dia 20/4, a organização não-governamental Secoya, responsável pelos serviços médicos dos ianomâmis na região, parou suas atividades por falta de recursos financeiros. "Temos dívidas e nossos funcionários estão há três meses receber", disse Sílvio Cavuscens, coordenador da Secoya. Segundo ele, falta tudo, desde os medicamentos básicos de combate à malária até óleo diesel para as lanchas. Os números evidenciam a gravidade da situação na região. De janeiro a 15/4 foram registrados 510 casos de malária. A previsão da ONG é que mais da metade dos ianomâmis da área devem ser infectados nos próximos meses, se não houver uma efetiva atuação de campo. (A Crítica-AM, p. C1, 15/5 - Antonio Ximenes)

9 comentários:

Taia disse...

Que tristeza Angela...
E depois dizem que esse país tem jeito, eu não ando muito confiante não sabe...
Beijo.

Tom, um ser diferente... disse...

Muito triste isso que está acontecendo com os Ianomâmis. O pior é que a FUNASA, FUNAI e Governo Federal não estão nem aí, todos preocupados com guerrinhas internas de poder, enquanto os pobres índios morrem por doenças totalmente tratáveis. Uma pena mesmo!
Forte abraço, guerreira!
Tom

Palpiteira disse...

Amiga Ursa, obrigada pelos doces da floresta, pelas flores e tudo o mais. Beijão.

Márcia(clarinha) disse...

Noticias tristes que poderiam ser evitadas se houvesse mais cuidado das autoridades em prestar socorro eficiente.
Lindo dia querida Angela,
beijossssssssssss

Lia Noronha disse...

Ursa: muita tristeza sentimos ao tomar conhecimento desta horrível realidade!
Abraços bem carinhosos diretamente do meu Cotidiano.

Matilda Penna disse...

E malária e picada de cobra possuem remédios...
Falta vontade de uma medicina preventiva...
Triste...
Beijos, :).

Angela Ursa disse...

Renata, apesar de tudo, a gente não pode perder a esperança de que algo mude e continuar botando a boca no trombone! Beijos :))

Tom, atualmente, os políticos estão preocupados apenas com as eleições. Uma vergonha! Beijos!

Super Palpiteira, espero que a comemoração do seu aniversário tenha sido muito boa. Beijos da Ursa :))

Márcia Clarinha, Lia e Nanbiquara, a política está sempre à frente de tudo, infelizmente. Vamos continuar torcendo para que algo mude. Beijos carinhosos!

greentea disse...

os minoritários ficam sempre sem recursos - tudo lhes tiram e depois a assistencia, a escola o médico nunca chega nem a alimentação nem coisa nenhuma;
Luanda , capital de Angola está a ficar seriamente afectada pela malária por falta de cuidados primários e de desinfestação da cidade...
Uma vergonha para os povos - gasta-se tanto dinheiro em coisas dsnecessárias, em programas nucleares , em guerras...

Beijos para ti , por divulgares tudo isto!

Diana disse...

Bom dia.....

Temos que fazer dar certo...e o primeiro passo é nosso.....
Bjs....