sexta-feira, 5 de maio de 2006

Receitas para curar o corpo e a alma: senhor dos segredos da Amazônia, o índio Américo Monteiro, de 75 anos, prepara as suas ervas tão procuradas pelos caboclos e brancos

A farmácia dos índios (trechos de matéria do site
CorreioWeb)
Nas margens do rio Negro, o índio Américo Monteiro, de etnia Tucano, 75 anos, sofre porque seus netos são discriminados na escola pelos mesmos filhos de caboclos que batem em sua porta para pedir receitas indígenas contra males do corpo e da alma. Na Amazônia de hoje, o filho da mistura de índios e europeus prefere esquecer suas origens. Mas não deixa as receitas de seus antepassados para curar suas aflições.
Boticas das antigas
No final do século XVI, o padre jesuíta Fernão Cardim aprendeu com os índios a conhecer algumas das plantas usadas para curar. Além de mostrar a serventia da mata, as anotações de Cardim revelam o idioma português da época:
Ambaigba (Imbaúba) . A casca desta figueira, raspando-lhes da parte de dentro, e espremendo aquellas raspas na ferida, pondo-lhas em cima, e atando-as com a mesma casca, em breve sara.
Ambaigtinga (Imbaúba Branca) . As folhas são muito estimadas para quem arrevesa (passa mal) e não póde ter o que come, untando o estômago com oleo, tira as opilações (obstruções) e colica.
Igcica (Icica) . estilla um oleo branco que se coalha; serve para emprastos (compressas) em doenças de frialdade (frio), e para defumar.
Caarobmoçorandigba (Maçaranduba) . sara os corrimentos, boubas (doença infecciosa que causa feridas) e mais doenças da frialdade.
Iabigrandi (Jaborandi) . as folhas comidas são o único remédio para as doenças do figado, e muito neste Brasil sararão já de mui graves enfermidades do figado comendo dellas.
Tetigcucú (Jeticucú). são humas raizes compridas, mas de bôa grossura, servem de purga; toma-se esta raiz moida em vinho, ou agua para febres.
Cayapiá (cco apiá). esta erva he o unico remedio para peçonha de toda sorte, maximé (especialmente) de cobras.
______________

Floresterapia
Nas vésperas do terceiro milênio, as plantas da Amazônia continuam servindo de remédio para índios e caboclos. Receitas como as de Estevão Rodrigues funcionam na floresta, mas seu uso é recomendável apenas para quem conhece ervas e árvores há muitos anos. Algumas delas:
Acapurama . As folhas da árvore servem como cicatrizante e anti-séptico.
Ingá Orelha de Cachorro . O chá da parte de dentro do tronco é usado para tratamento de verminoses.
Japana . O chá é fortificante para bebês e também cicatrizante.
Folha de Café . Os índios dizem que tem poder anticoncepcional.
Manga . O chá da casca da mangueira é para dor de garganta.
Açaí . Energizante, fortificante. A raiz é boa para anemia.
Timbó . Antigo veneno indígena extremamente forte, pode ser usado, com cuidado, para picadas de bichos.
Sorva . O leite do tronco combate diarréias muito fortes.
Capitiu . O óleo tirado da planta é eficiente contra o colesterol.
Andiroba . O óleo das amêndoas moídas funciona para problemas na garganta e como cicatrizante. A casca serve para lavar feridas.
Salva de Marajó . O chá é digestivo
Erva de Passarinho do Cajueiro . O chá, em lavagens, melhora problemas no útero
Trevo Roxo . Das folhas maceradas, tira-se gotas para dor de ouvido
Peão Branco . O chá é cicatrizante
Mão Aberta . Compressas feitas com o chá frio são usadas em inchaços
Buriti e Açaí . O vinho feito com as duas frutas funciona contra anemia

8 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Amo todos os sabores e cores e cheiros e óleos feitos com o que essa terra dá.Adoro Andiroba em forma de óleo corporal, é meu cheiro,rsss
Medicinalmente sabemos os resultados fantásticos.
lindo dia minha querida,
beijossssssssssssss

Angela Ursa disse...

Márcia Clarinha, eu uso xampu de guaraná e também adoro essa variedade de aromas para sabonetes, cremes, etc. Beijos da Ursa

Lia Noronha disse...

Ursa: por acaso te enviei umas receitas naturais hj...vc recebeu?
Beijos urbanamente carinhosos.

Taia disse...

Adoro o cheiro de andiroba, e tenho creme aqui. Muito bom.
Quando tive hepatite tomei chá de picão, que dizem ser ótimo para o fígado. Tenho procurado para tomar uma semana por mês, mas já não o encontro mais por aqui.
Será que todas essas ervas foram já estudadas?
Me interessou muito a folha do Jaborandi, meu sogro temcirrose hepática por conta de uma hepatite, seria interessante um tratamento indígena né?!
Vou procurar saber.
Beijão.

Jonas Prochownik disse...

Angela, passei pra te dar um beijo e ouvir o canto do uiraporu. Um otimo fim de semana pra vc. Jonas.

Matilda Penna disse...

Nos mercados do norte a gente fica fascinada com a quantidade de ervas e folhas para curar tudo e folhas cheirosas para banhos, uma maravilha.
E adoro açaí, a cor, o gosto, tudo!
Beijos e bom domingo, :).

Angela Ursa disse...

Lia, respondi para você por e-mail. Adorei as receitas! Obrigada! Beijos da Ursa :))

Renata, nesse caso da cirrose, acho que seria bom pedir uma orientação sobre o uso, a quantidade a ser tomada, etc. Beijos da Ursa :))

Jonas, o Uirapuru está todo bobo porque você veio ouvir o seu canto ;)) Beijos da Ursa e um ótimo domingo!

Nanbiquara, a natureza tem tantas coisas boas! Beijos da Ursa

Anônimo disse...

Oi!!
Seuv blog tá mto show!!
Adorei saber sobre a floresta Amazônica!
Os cantos das aves, são um ,mais lindos que os outros!
Beijos!