sábado, 10 de junho de 2006

Cesto Wayana-Apalay, com desenho representando o lagarto de duas cabeças

Tuluperê: Mitos dos índios Wayana-Apalay (Fonte: Boletim Iandé n. 10 )
Os índios Wayana-Apalay vivem no norte do Pará, na região de fronteira entre Brasil, Suriname e Guiana Francesa.
Eles contam que antigamente, os Wayana viviam separados dos Apalay. Eles tentavam se encontrar e nunca conseguiam. Um grupo pensava que o outro matava seus índios, porquê nunca alguém havia conseguido voltar para contar a história. Todos desapareciam próximo ao igarapé Axiqui.
Um dia os guerreiros Wayana estavam na região, e viram uma enorme arara azul sair do fundo das águas. O pássaro desapareceu na serra do Axiqui. Em seguida saiu um monstruoso lagarto de duas cabeças do igarapé, chamado Tuluperê. Uma das cabeças só comia índios Wayana e a outra cabeça comia os Apalay.
Os índios Wayana lutaram com o lagarto e o mataram.
Foram então à aldeia dos Apalay para contar o caso. Os homens Apalay voltaram ao igarapé e viram o monstro, que já estava afundando na água.
Na pele do lagarto de duas cabeças estavam desenhos, que os índios passaram a copiar em seus objetos. Os Wayana utilizam maior quantidade de padrões diferentes, isso porquê viram o monstro inteiro enquanto lutavam. Por outro lado, os desenhos feitos pelos Apalay têm mais qualidade, porquê esses índios viram o lagarto parado e tiveram tempo de aprender melhor seus grafismos.

Um comentário:

ALMARIADA disse...

Gostei muito desta história! Muito obrigada! :)