sábado, 16 de setembro de 2006

Tucunaré

(Fonte: Portal Amazônia.com)
Nome popular : Tucunaré
Nome cientifico: Cichla monoculus
Predador por excelência, o Tucunaré é considerado símbolo da pesca esportiva no Brasil. Sua voracidade é tamanha que ele é capaz de atacar anzóis mesmo sem isca. Os índios já o pescavam com iscas artificiais antes mesmo da modalidade ser praticada pelos pescadores esportivos. Vários tipos de Tucunaré freqüentam os rios da Amazônia, os mais conhecidos são chamados de Açu, Paca, Pitanga, e Borboleta, tem como características em comum a pele amarelada e um circulo no rabo semelhante a um olho. Atingem cerca de 1,20 mts de comprimento e até 15 a 16Kg. Seguramente, o Tucunaré proporciona uma das mais emocionantes brigas na pesca esportiva
Habitat: Durante a época da seca, habitam principalmente as lagoas marginais, partindo para a mata inundada (igapó) durante as cheias. Nas lagoas, durante o início da manhã e final do dia, quando a água já está mais fria, se alimentam próximo às margens. Quando a água esquenta, passam para o centro das lagoas; na ausência de lagos, o Tucunaré abriga-se em remansos, pois não são apreciadores de águas de forte correnteza .
Distribuição geográfica: Bacias amazônicas, Araguaia - Tocantins, mas já foram introduzidas em algumas áreas do Pantanal, na região do baixo rio São Francisco e nos açudes do Nordeste. Descrição: Peixes de escamas. Existem pelo menos 14 espécies de tucunarés na Amazônia, sendo cinco espécies descritas: Cichla ocellaris, C. temensis, C monoculus, C. orinocensis, C. intermedia. O tamanho ( exemplares adultos podem Ter 30cm ou mais de 1m), o colorido ( pode ser amarelado, esverdeado, avermelhado, quase preto etc.) e a forma e número de manchas( podemser grandes, pretas e verticais; ou pintas brancas distribuidas regulamente pelo corpo e nadadeiras; etc) variam bastante de espécie para espécie. Todo os tucunarés apresentam uma mancha redonda (ocelo) no pedúculo caudal.

15 comentários:

Jôka P. disse...

Você não só pode como deve vir às festas de Copacabana usando os seus trajes florestais.
Vai arrasar.
:)
Bjs!

Saramar disse...

Ursa,que maravilha!
Ele é lindo, já vi vários.
Além do mais, é delicioso (risos).

Beijos e saudades

Taia disse...

Acho esse peixe lindo.
Eu não sei se sou politicamente correta, mas eu gosto muito de ver programas de pesca esportiva na TV. E duas pescarias das mais bonitas que eu vi foi do Tucunaré e do Marlin.
Eles soltam depois e tal, mas deve machucar os bichinhos né?!
Mas que é lindo é...
Beijoa Angela, enormes

Angela Ursa disse...

Jôka, então, vou me preparar para a próxima festa em Copa ;)) Beijos da Ursa!!

Saramar, eu queria ver um tucunaré de perto. Beijos!!

Fada Renata, acho que esse tipo de pesca não machuca os peixes. O importante é a preservação da espécie e não praticar pesca predatória. Beijos da Ursa!

Matilda Penna disse...

Tucunarés são peixes lindos, eu já vi muitos, meu avõ tinha na caatinga, ele adorava tucunarés, nos açudes dele de lá tinham muitos.
Beijos, :).

tertu disse...

ângela,
cheguei aqui via Jôka P.
idéia maravilhosa do seu blog!
qdo puder,dê uma espiadinha no meu.
sucesso e boa semana.tertu

Angela Ursa disse...

Nanbiquara,que beleza deve ser um açude cheio de tucunarés! Beijos da Ursa :))

Tertu, seja sempre bem-vindo à floresta! O amigo Jôka é o Relações Públicas dos blogs! Abraços florestais! :))

luma disse...

Você fica triste se dizer que já comi tucunaré, baiacú...?
boa semana! Beijus

Anônimo disse...

Oi, Ursa! Vou falar como Caetano, "eu comeria"!
:o)
Luciane

Lia Noronha disse...

Ursa:a natureza sempre tem voz ativa por aqui...por isso ven ho sempre vistar sua floresta!
Beijos de boa noite de segun da-feira pra vc.

Por favor visite esse blog...onde participo com textos,ok?
http://blogrenagem.blogspot.com/

Kristal disse...

Vim para dar um beijo no seu tucunaré.
Kristal

marconi leal disse...

1,20 mts!!! Nossa mãe! E, ainda por cima, belíssimo. Abração!

Angela Ursa disse...

Amigos, esses dias estou meio enrolada e, por isso, não postei novos tópicos, nem pude visitar os blogs amigos como eu gostaria. Mas no final de semana, devo estar mais tranquila. Beijos para todos e obrigada pelas visitas! :))

Jonas Prochownik disse...

Angela, sempre e bom visitar vc. Bjs. do teu amigo Jonas.

Tom, um ser diferente... disse...

Ursa,
O que eu acho mais incrível é a sabedoria natural desses pajés na seleção e na utilizaçao dessas ervas encontradas no meio da floresta! É pura intuição!
Beijos,
Tom