domingo, 7 de janeiro de 2007

Documentário alerta sobre aquecimento
(Fonte: Folha On line - Claudio Angelo, Editor de Ciência)

Um urso polar solitário chapinha sobre uma placa de gelo marinho derretido. Ele desliza pateticamente, tentando se manter de pé. O gelo se esfarela sob seus pés. Ele cai na água e tenta subir novamente na banquisa. O gelo se rompe. Ele olha para os lados, indeciso e surpreso, e arrisca novamente. Novamente o gelo se rompe. Os dois minutos de agonia do animal são a seqüência de imagens mais poderosa de "O Planeta Branco", documentário dos franceses Thierry Piantanida e Thierry Ragobert que estréia hoje em São Paulo, abrindo o Ano Polar Internacional.
Ao retratar a impotência do maior predador terrestre diante do derretimento do gelo que outrora lhe fornecera comida e abrigo, os diretores resumem a tragédia que se abate sobre toda uma região do planeta, o Ártico, que desaparece sob nossos olhos devido ao aquecimento acelerado da atmosfera. O filme é uma espécie de "carnaval dos animais" polar, que acompanha a fauna ártica -do zooplâncton às baleias, dos lobos às renas- durante um ano. Mas não espere encontrar aqui aves fazendo declarações de amor umas às outras.
Apesar de também ser francês, "O Planeta Branco" está, em mais de um sentido, em pólos opostos a seu congênere mais famoso (e piegas), "A Marcha dos Pingüins". Quem domina é a natureza, "manchada de sangue em dentes e garras", nos dizeres de Tennyson. A narração, onde ela existe, é seca, quase descritiva. As imagens falam pelo filme, auxiliadas pela primorosa trilha musical de Bruno Coulais ("Microcosmos") -com direito a harpas à Saint-Saëns e a um coral inuit.
A interferência humana relatada pelo filme é mais sutil e também mais sinistra. Ela rasteja pelos bastidores, como se estivesse pronta para fazer todo aquele mundo se dissolver como uma placa de gelo, a qualquer momento. O recado dos documentaristas é claro: o Ártico está acabando e vai acabar. Tentamos salvá-lo, ao menos por imagens. Aproveite e veja-o enquanto pode.

O PLANETA BRANCO
Direção: Thierry Piantanida, Thierry Ragobert
Produção: França/Canadá, 2006
Quando: em cartaz no Espaço Unibanco, Reserva Cultural e circuito

10 comentários:

cilene disse...

nao e triste isso..aqui os ursos nem conseguem dormir por causa da falta de inverno

Jôka P. disse...

Esse filme teve uma boa crítica naedição de sexta-feira do Rio Show do Globo.
Essa moça branquinha do cartaz é sua parenta, não é, Dona ursa ?
Bjs e bom domingo.

Janaina de Almeida disse...

Olá Ursa,
é lamentável que isto esteja acontecendo,esse desequilíbrio.
Beijos,
Janaina de Almeida, Rio de Janeiro.

Angela Ursa disse...

Cilene e Janaína, é muito preocupante mesmo o aquecimento global. Beijos!

Jôka, é prima da Ursa sim! :)) Beijos!

Diana disse...

Bom dia.....

E saber ue estamso contribuindo para isso...
Eita ser humano...
Rsss...
Boa semana...
Bjs.

Jôka P. disse...

Dona Ursa,
quando acabou o espetáculo "Império", a Fernanda Montenegro, que estava comigo, Natasha e Jacqueline Laurence, esperou todo o público sair e se dirigiu até o fosso diante do palco, um lugar onde fica a orquestra (escondida).
Ela foi até lá e cumprimentou o maestro e todos os musicos, um por um. Eles ficaram encantados, e eu também.
Não é por acaso que ela é a GRANDE DAMA do teatro.
Ela é assim na vida também, uma pessoa elegante e maravilhosa.
Essa história é para você e todos os queridos habitantes da sua floresta, que assim como eu, admiram Fernanda.
Bjs!
Seu amigo
Jôka

Matilda Penna disse...

Preocupante sim.
O aquecimento está acelerando, o inverno rigoroso sumindo, o Ártico sumindo...
Triste...
Beijos, :).

Angela Ursa disse...

Jôka, a Fernanda Montenegro mostrou que é realmente a grande dama do teatro brasileiro, em todos os sentidos! Que bela atitude a dela! :))
Muito obrigada por esse comentário especial sobre esse encontro bonito nos bastidores de Império! Adorei!! Beijos floridos da Ursa

Nambiquara, como a esperança é a última que morre, ficarei aguardando que 2007 traga providências concretas em relação ao aquecimento global. Beijos!!

Anônimo disse...

ontem deu um documentario na TV sobre o Urso Polar , mostrando qu e os ursos estão a emagrecer, têm menos peso médio que em anos anteriores devido à dificuldade em caçarem - aquecimento global...

beijos para ti

Kristal disse...

Quelindaaimagem do cartaz publicitário desse filme ! Vou até o Espaço Unibanco ese ainda estiverem exibindo vou assistir.
Beijo
Kristal