sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Urutau - pássaro raro
(informações e imagem extraídas do site Overmundo)


O urutau é um pássaro raro, conhecido como ave-fantasma, é um dos pássaros mais cultuados na literatura fantástica. Ele também aparece em lendas, poesias e raramente é observado na área urbana. Espécie em extinção, o urutau existe há pelo menos 20 milhões de anos, muito antes do ?Homo sapiens? surgir na Terra.
O urutau foi observado essa semana (em abril de 2007) na área urbana de Natal, em pleno centro da cidade, no final da tarde. A ave estava imóvel, no alto de um velho poste, na praça Senador Guerra, localizada por trás da Igreja do Galo. Quando essa ave surge na área urbana causa estranheza tanto pelo fato de ser espécie noturna, como por sua aparência: tem cabeça larga e achatada, bico e pernas pequenas, enormes olhos e penas com coloração especial para a camuflagem.
Depois de analisar as fotografias, o ornitólogo afirmou que se trata de uma espécie brasileira das mais comuns: o ?Nyctibius griseu?, que vive tanto nas florestas densas quanto nas bordas de mata, capoeiras e até mesmo em árvores isoladas das grandes cidades. Conforme David, o urutau pertence à família da coruja e é um primo distante do bacurau por ter hábitos parecidos.
É muito difícil ver essa ave porque ela não voa com facilidade e depende da camuflagem para se proteger dos predadores?, disse o ornitólogo, ressaltando que o bacurau se camufla no chão ou numa toca, enquanto as corujas procuram torres de igrejas e copas de árvores para esconderijos. Conforme David Hasset, o urutau é uma ave rara porque para se camuflar procura uma extremidade de um galho, se adaptando de uma forma que se toma o aspecto de prolongamento do galho.
Possui a cabeça chata, olhos grandes e vivos, a boca rasgada de tal maneira que seus ângulos alcançam a região posterior dos olhos. Sua cor é parda acanelada. Isso lhe permite adaptar-se a cor do galho onde pousa. Esse seu disfarce associado a sua perfeita imobilidade o protegem da vista dos caçadores. O urutau não constrói ninho. No período de reprodução, depositam um único ovo em alguma forquilha de galho grosso a grande altura ou numa cavidade natural de seu poleiro noturno, onde permanecem em atividade de choco.
O urutau habita o Norte e Nordeste da Argentina, as matas do Paraguai, o Norte do Uruguai e no Brasil, onde toma vários nomes: jurutaui na Região Amazônica; ibijouguaçú entre os tupis e Mãe da Lua entre o mineiros. O urutau é uma ave noturna que, em noites de luar, desliza nas alturas, entretendo-se em perseguir e devorar mariposas e besouros?, completou David Hasset.

Mitos de um pássaro mágico
Segundo o ornitólogo, o grito do urutau é um ?hu-hu-hu?, que se faz ouvir após o anoitecer, quando a ave procura a solidão mais espessa das matas, de onde faz solta um assobio de profunda lamentação. Para alguns, parece semelhante ao lamento de uma mulher. Em outras pessoas, o canto do urutau provoca espanto e piedade aos que possam ouvi-lo.
A quase invisibilidade do urutau confere-lhe o caráter de um ente misterioso. Muitos não o tomam por uma verdadeira ave, senão por um ser fantástico, inacessível à mão e aos olhos humanos. Já outros, porém, não duvidam de sua existência, mas consideram-no como um ente enigmático e superior, dotado de muitas qualidades fora das leis naturais, entre elas, a de preservar a pureza das moças.
As qualidades sobrenaturais deste pássaro se destacam nas crendices populares. As penas e a pele do urutau são milagrosas. Conta-se que antigamente, matavam um urutau e tiravam-lhe a pele. A pele seca servia para assentarem as filhas das famílias influentes, nos três primeiros dias, do início da puberdade. No término deste tempo, a jovem saía ?curada?, isto é, invulnerável à tentação das paixões desonestas que pudessem surgir.
Apesar de seu grito de lamentação, o urutau não era tido entre os indígenas como uma ave de mau agouro. Conta-se que os tupinambás consideravam o canto desta ave como saudações de antigos parentes mortos que gritavam para excitá-los à guerra contra os inimigos.

15 comentários:

palpiteira disse...

Esse urutau � mesmo fant�stico. Hist�ria mais louca. :)
Dona Ursa, cansada da orgia eletr�nica? :) Adorei essa.
Beijos.

Luciane disse...

Dona Ursa, que bicho mais feio! Tomara que essa espécie viva muitos anos e muitas gerações, mas Deus me livre de ver esse bicho "ao vivo e a cores". A cara do Renan Calheiros, credo cruz!
Beijo e bom sábado.

Alberto Pereira Jr. disse...

estranha e curiosa aparição na cidade grande hein?
Talvez pra lembrar que o homem está destruindo seu habitat.. e que isso um dia tem que parar

Jôka P. disse...

Dona Ursa, ainda está a base de chás de cipós mágicos pra curar a ressaca depois da ciber-festança de meu aniversário ?

Angela Ursa disse...

Super Palpiteira, esse Urutau parece saído mesmo da mitologia. Beijos da Ursa se recuperando da orgia eletrônica :))

Luciane, morri de rir porque você disse que o Urutau tem a cara do Renan Calheiros :)) Beijos!

Alberto, pode ser mesmo que o Urutau tenha vindo dar um susto para alertar sobre a destruição ambiental. Beijos da Ursa

Jôka, hoje a Ursa tomou mesmo um porre de chás de cipós para poder curar a super ressaca da sua festa! :)) Servido? Beijos floridos!

Lia Noronha & Silvio Spersivo disse...

Ursa:uma grande a abraço pra vc minh aquerida amiga.
Sua floresta...como sempe ...encantadora!!!
Bom fim de semana pra ti diretamente do meu Cotidiano.

Angela Ursa disse...

Lia, para você também! Beijos floridos :))

Gená Franco disse...

Angela,
já havia lido sobre o urutau. Mas não sabia que era assim ... bicho estranho ...não?
Beijos!

Angela Ursa disse...

Gená, antes de ler esta matéria, eu também não conhecia o urutau. Beijos!

Anônimo disse...

eu jah vi um desseee!!!^^

Anônimo disse...

Parabéns pelo seu trabalho neste blog.
Veja esta fotodo urutau em Brasíia
no :

http://www.panoramio.com/photo/15455638#comment

luizfig@hotmail.com

. bia & luh disse...

nunca nem tinha oouvido faalar soobre esse passaro , maas faz uns trees dias que apareeceu um desse aaqui em caasa e naão sai maais , então uma vizinha faalou oo nome ee vim peesquisar , adoorei a mateéeria e taambén estoou moorta de meeedo . maas tireei footos deele de peerto e ele naão feez nada ( que boom ) , :DD

Angela Ursa disse...

Bia, o uratau tem esse aspecto estranho, meio assustador, mas pelo que li não faz mal às pessoas.
Abraços florestais! :))

Anônimo disse...

Surpreendente visita do urutau no centro da cidade de Campo Largo-Pr na região metropolitana de Curitiba, seu canto é eletrizante.05/10/2009

Anônimo disse...

Olá a todos, aqui na Penha SC apareceu um URUTAU, eu o peguei na mão e ele é extremamente assustador, achei que depois deste trauma ele fosse pra bem longe, mas ao contrário, ele voltou ao mesmo lugar...
está lá bem tranquilo...

Julio Reis