sábado, 19 de janeiro de 2008




Poluição do Ar
(Fonte das informações)

A poluição gerada nas cidades de hoje são resultado, principalmente, da queima de combustíveis fósseis como, por exemplo, carvão mineral e derivados do petróleo ( gasolina e diesel ). A queima destes produtos tem lançado uma grande quantidade de monóxido e dióxido de carbono na atmosfera. Estes dois combustíveis são responsáveis pela geração de energia que alimenta os setores industrial, elétrico e de transportes de grande parte das economias do mundo. Por isso, deixá-los de lado atualmente é extremamente difícil.
Esta poluição tem gerado diversos problemas nos grandes centros urbanos. A saúde do ser humano, por exemplo, é a mais afetada com a poluição.
Doenças respiratórias como a bronquite, rinite alérgica, alergias e asma levam milhares de pessoas aos hospitais todos os anos. A poluição também tem prejudicado os ecossistemas e o patrimônio histórico e cultural em geral. Fruto desta poluição, a chuva ácida mata plantas, animais e vai corroendo, com o tempo, monumentos históricos. Recentemente, a Acrópole de Atenas teve que passar por um processo de restauração, pois a milenar construção estava sofrendo com a poluição da capital grega.
O
clima também é afetado pela poluição do ar. O fenômeno do efeito estufa está aumentando a temperatura em nosso planeta. Ele ocorre da seguinte forma: os gases poluentes formam uma camada de poluição na atmosfera, bloqueando a dissipação do calor. Desta forma, o calor fica concentrado na atmosfera, provocando mudanças climáticas. Futuramente, pesquisadores afirmam que poderemos ter a elevação do nível de água dos oceanos, provocando o alagamento de ilhas e cidades litorâneas. Muitas espécies animais poderão ser extintas e tufões e maremotos poderão ocorrer com mais freqüência.
Apesar das notícias negativas, o homem tem procurado soluções para estes problemas. A tecnologia tem avançado no sentido de gerar máquinas e combustíveis menos poluentes ou que não gerem
poluição. Muitos automóveis já estão utilizando gás natural como combustível. No Brasil, por exemplo, temos milhões de carros movidos a álcool, combustível não fóssil, que poluí pouco. Testes com hidrogênio tem mostrado que num futuro bem próximo, os carros poderão andar com um tipo de combustível que lança, na atmosfera, apenas vapor de água.

9 comentários:

Janaina Staciarini disse...

Angela, eu sei que o assunto é sério... mas só consegui pensar nisso aqui:
"Planeta: Terra. Cidade:Tóquio. Como todas as grandes metrópoles do planeta, Tóquio se encontra hoje em desvantagem na sua luta contra o maior inimigo do homem: a poluição. E, apesar dos esforços de todo o mundo, pode chegar um dia em que a terra, o ar e as águas venham a se tornar letais para toda e qualquer forma de vida. Quem poderá intervir? Spectreman!!!"

Fictícia disse...

Kkkk !! Spectreman talvez possa interferir !! mas enquanto ele nao vem, podíamos andar mais de bicicleta !!!!!!

Angela Ursa disse...

Janaína e ficticia, eu não conheço o Spectreman, mas gostei de saber que ele fez esse alerta sobre a poluição :)) Beijos da Ursa

BANDEIRAS disse...

Gente o caso é sério, que tal chamar-mos o Chapolin Colorado?
abs

Jôka P. disse...

Dona Ursa,
hoje, 20 de Janeiro, é dia de São Sebastião, o padroeiro do Rio de Janeiro.

Bjôka
:)

Angela Ursa disse...

bandeiras, agora, acho que só mesmo super-heróis podem da jeito na poluição do planeta. Beijos!

Jôka, depois dessa, a Ursa já começou a tomar remédio para a memória :)) Viva São Sebastião e o Rio de Janeiro! Beijos floridos

Denis Barbosa Cacique disse...

Olá Angela!

Esse texto dá conta de explicar o que vários meios de comunicação gastam horas tentando inutilmente.

Acho bacana sua iniciativa. Me lembro q qdo criança esse tipo de debate era super comum na minha escola. Mas o tempo vai passando e aquelas crianças se veem incapazes de conter os problemas decorrentes da poluição.

Acho q, mais do q nunca, a humanidade está diante daquele enigma da esfinge, "desvende ou te devoro". Como frear a poluição sem abrir mão da produção industrial, da utilização dos carros...?

Abraços, Angela!

Janaina de Almeida disse...

O progresso tem o seu preço(há 50 anos atrás o próprio homem havia dito que iria mudar o mundo e conseguiu).
Agora só nos resta preservara o que ainda temos e procurar melhorar, pois o que se perdeu não dá para recuperara mais.
um abraço.

Angela Ursa disse...

Denis, uma das formas é dar espaço aos combustíveis alternativos menos nocivos, além de outros cuidados com a natureza. Beijos da Ursa

Janaína, por isso, é importante tentar conter ao máximo os fatores que aumentam a poluição e o aquecimento global. Beijos!