quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008


Betsy Border Collie - Entende um vocabulário crescente e equivalente ao de uma criança pequena.Viena, Áustria. Quanta inteligência há por trás destes olhos? Muita, no caso deste cão. Com 6 anos de idade, “Betsy” consegue associar nomes a objetos com mais rapidez que um grande primata, e por enquanto já entende nada menos que 340 palavras.

Alex - Papagaio-cinza africano - Contava; distinguia cores, formas e tamanhos; tinha entendimento básico do conceito abstrato de zero.Universidade Brandeis, Waltham, Massachusetts (até morrer, aos 31 anos, em setembro de 2007) - Foto de Vincent J. Musi Texto das fotos: Jennifer S. Holland

Mentes que brilham
(Trechos de matéria com 11 páginas, por: Virginia Morell, publicada na Revista National Geographic Brasil )

Os animais são mais espertos do que você imagina.

Em 1977, a psicóloga Irene Pepperberg resolveu descobrir o que passava pela cabeça dos animais. Para tanto, decidiu conversar com eles. Começou levando ao laboratório um papagaio cinzento com 1 ano de idade, a quem batizou de Alex, a fim de ensiná-lo a reproduzir os sons da língua inglesa. "Imaginei que, se ele aprendesse a se comunicar, eu poderia lhe perguntar como ele via o mundo."
Certas habilidades são consideradas sinais típicos de capacidade mental superior: boa memória, entendimento de gramática e símbolos, percepção de si, compreensão de motivos alheios, imitação de comportamento e criatividade. Pouco a pouco, por meio de experimentos engenhosos, os pesquisadores conseguiram documentar exemplos de tais talentos em outras espécies. Os gaios Aphelocoma, por exemplo, sabem que outras aves da mesma espécie costumam roubar alimentos e que a comida armazenada corre risco de estragar; as ovelhas conseguem distinguir rostos; os chimpanzés usam várias ferramentas distintas para escarafunchar ninhos de cupim e até dispõem de armas para abater pequenos mamíferos; os golfinhos imitam posturas humanas. E o papagaio Alex revelou ser um conversador muito animado.
Chimpanzés, bonobos e gorilas já participaram de experimentos nos quais aprenderam sinais e símbolos para se comunicar conosco, por vezes com resultados impressionantes. O bonobo Kanzi, por exemplo, costuma levar consigo sua pasta de símbolos a fim de "conversar" com os pesquisadores humanos, e chegou até a inventar combinações de símbolos para exprimir suas idéias. Todavia, ainda não se trata de nenhum animal que se volta para nós, abre a boca e diz algo.

12 comentários:

Tat Wam Asi disse...

Lindo post Ursa.

Os animais são isso mesmo. Diferentes de nós mas com muita essência. Tardamos é em descobri-la.

Beijos

Fictícia disse...

Eu sei por meus cachorros !! Eles entendem tudo e se comunicam comigo !! Com toda certeza !!!!!

Janaina de Almeida disse...

Ursa, estava com saudades da blogosfera e também de seu cantinho...
Os animais são inteligentes conforme a sua sobrevivência(pode reparar um cão domesticado e um cão de rua).
A Betsy é muito linda e o Alex agora está no plano astral com São Francsico de Assis(31 anos...).
Um forte abraço para ti e beijos floridos.

BANDEIRAS disse...

Boa tarde,

Muito boa matéria amiga Ursa,
e diga-se que, apesar de nossa
inteligência, normalmente somos
mais infeliz que os animais.
bjs

Angela Ursa disse...

Hugo, a inteligência dos animais surpreende cada vez mais a gente. Beijos floridos! :))

Ficticia, os cães são maravilhosos mesmo! Beijos

Janaína, obrigada pelo seu carinho!
Aqui tenho um gatinho sobrevivente que apareceu na minha casa na véspera de Natal. Ele é muito esperto para o tamanho. Aprendeu com a vida dura. Beijos!

Bandeiras, é verdade. A inteligência humana precisa evoluir muito ainda. Beijos da Ursa

greentea disse...

pois ... e por vezes são tão subestimados, tão maltratados !!

ana de toledo disse...

Oi querida!
Esses animais são uns fofos! E é indescritível conviver com eles!!!
( O papagaio que foi dos meus avós e que agora está na casa de uma amiga tem 36 anos! E eu convivi com ele até 2002, quando minha avó morreu. E ele está cheio de saúde!!)
Beijocas nossas

Angela Ursa disse...

Greentea, e também são incompreendidos muitas vezes. Beijos!

Ana, que maravilha! Um papagaio com 36 anos?! Adorei! Beijos floridos :))

Janaina Staciarini disse...

Não é à toa que sou louca por eles. Adoro animais.
Simplesmente adoro.

Angela Ursa disse...

Janaína, são amigos especiais! Beijos :))

Denis Barbosa Cacique disse...

Olá, Ursa. Como vai?
Já estou de volta das minhas férias.
Gosto muito de animais, daí o seu blog me agradar tanto. Agora vc me deixou com vontade de ter um cachorrinho desses. Eu tenho uma cadela de mais ou menos 10 anos. Tbem é super esperta: se vou para a rua com a minha esposa, ela ABRE O PORTÃO PUXANDO O TRINCO COM O FUCINHO. Eu adoro a cena. Agora eu fecho o portão só pra vê-la abrir. Pareço um pai coruja!
Gde abraço!

Maira Parula disse...

que os animais são mais inteligentes do que o diogo mainardi eu já sabia. :)
betsy devia escrever um livro! pois se sabe tb que o vocabulário do Homo sapiens hoje não passa de 70 e poucas palavras. isso englobando imprensa, escritores e tal. afe. besos