quarta-feira, 17 de setembro de 2008

A música dos índios tabajaras - violonistas que se tornaram lendários
(
Fonte)
Mussapere e Herundi são os nomes indígenas Natalício e Antenor Lima (o sobrenome Lima foi adotado em reverência ao tenente Moreyra Lima). Ambos são índios da tribo dos Tabajaras e que falavam apenas Tupi e aprenderam português apenas a partir dos 10 anos de idade. Natalício (também conhecido como Nato) provavelmente tem 88 anos de idade agora (2007), mas ninguém sabe com certeza, uma vez que os índios brasileiros não tiravam certidão de nascimento. Eles nasceram no interior do Ceará.Os irmãos nunca haviam visto instrumentos de "homem branco" até que a primeira expedição militar chegou ao acampamento da tribo e o primeiro instrumento que eles ouviram foi a corneta tocada por um dos soldados. Depois que o exército seguiu adiante, eles decidiram deixar a tribo e seguir viagem pelo país, primeiro indo até Fortaleza a pé. Eles continuaram a caminhada, parando em muitos lugares até chegarem ao Rio de Janeiro (um total de aproximadamente 2,700km, que eles levaram mais de 3 anos para completar). Foi durante essa longa viagem que eles primeiro pegaram num violão e começaram a aprender o básico do instrumento.Uma vez chegando ao Rio de Janeiro, eles começaram a tocar violão e cantar músicas indígenas nas ruas da cidade e conseguiram sobreviver decentemente com essa atividade, chegando até mesmo a comprar uma casa. À medida em que foram ficando conhecidos, eles começaram a tocar no rádio, o que os teria levado ao Chile, onde ouviram música clássica pela primeira vez. Eles se apaixonaram pela música de Chopin e decidiram aprender a ler partitura e transcrever peças para o violão.Musicalmente falando, é muito difícil encontrar uma explicação para os Tabajaras. Eles são auto-didatas, com uma velocidade e precisão impressionantes. Nato Lima aprendeu a tocar de palheta e de dedos, mas no final misturou ambos, ele tinha uma pequena palheta amarrada ao polegar e conseguia alternar ambos os estilos de maneira extremamente eficiente. Em 1953, os irmãos chegaram aos EUA e acabaram sendo contratados pela RCA Victor através de um amigo que eles encontraram acidentalmente em Nova Iorque quando estava brincando de arremessar bolas de neve um contra o outro.Nos EUA, os Tabajaras não chamaram muito a atenção logo no início. O fator "exotismo" acabou se revelando importante no desenvolvimento de suas carreiras e assim que eles começaram a aparecer na TV, eles se tornaram um sucesso retumbante, vendendo milhões de LP que misturavam uma variedade de estilos como jazz, bossa nova, clássico, bolero, e também música folclórica. Eles também se aventuraram a cantar em inglês, espanhol e português.
_____________
CLIQUE AQUI para assistir um raro vídeo que mostra os Tabajaras tocando O Vôo do Besouro, de Rimsky-Korsakov:

5 comentários:

Lia Noronha &Silvio Spersivo disse...

Ursa: que lindacanção...que retrata a alma maravilhosa dos índios!!!
Bjus encantados pra ti.

Angela Ursa disse...

Lia, beijos floridos da Ursa :))

Jôka P. disse...

Será que veio daí a inspiração pro nome da Orquestra TABAJARAS, Dona Ursa ?

janaina de almeida disse...

Ursa, o canto do uirapuru voltou, amei!!!!!!
Beijos floridos e desculpe a demora, beijos.

Angela Ursa disse...

Jôka, pode ser mesmo. Depois vou ver se encontro alguma informação sobre isso :)) Beijos para o querido aniversariante!

Janaina, o canto do Uirapuru não tinha sumido da floresta. Pode ter ocorrido algum problema no carregamento do som. Beijos floridos :))