sábado, 6 de dezembro de 2008

Tereré é um chá, preparado em uma cuia com água fria ou gelada e erva-mate moída. É um costume dos Kaiowá/Guarani que se espalhou por todo o estado de Mato Grosso do Sul.

O Tereré

(Fonte das informações)
Diz a lenda que durante a Guerra do Paraguai, os soldados de ambos os lados (Brasil e Paraguai), durante os tempos de folga entre um combate e outro, ou às vezes até mesmo em pleno combate, gostavam de tomar um chimarrão para repor os ânimos. Como o intervalo entre esses combates era muito curto, não havia tempo para esquentar a água, assim eles começaram a tomar frio e gostaram do sabor.
Já uma história mais verídica diz que o tereré (também pode-se pronunciar tererê) teria surgido na Guerra do Chaco (entre Paraguai e Bolívia, 1932-1935) quando as tropas começaram a beber mate frio para não acender fogos que denunciariam sua posição. O tereré se tornaria uma bebida popular no Paraguai mais recentemente, introduzida pelos soldados no quotidiano do país através da região do Chaco.
Outra versão da origem do tereré, diz respeito aos mensú (escravos ervateiros do nordeste do Paraguai e da Argentina, até meados do século XX), se eles fossem surpreendidos pelos capangas fazendo fogo para tomar mate seriam brutalmente torturados, por isso tomavam o mate frio. Presumivelmente por esta razão que estes mensús introduziram este costume no exército paraguaio, quando lá tiveram que servir, durante a guerra.
No entanto, crê-se que o tereré ja era ingerido pelos
índios Guarani, e existem relatos desde o século XVII onde alguns jesuítas aprenderam com eles as virtudes do mate (ka'a em guarani). Os mesmos jesuítas elogiaram os efeitos da erva, afirmando que este matava a sede melhor do que água pura. Segundo alguns, os índios Guarani não só tomam o mate (ou tereré), mas também a erva em infusão (como chá) e também fumando a erva bruta, como rapé.
No Brasil, o tereré foi trazido pelos paraguaios, que entraram pelo país através do estado do Mato Grosso do Sul e depois se espalhou para outras partes do mesmo. Todo o ciclo brasileiro da erva-mate do tereré teve início na cidade de Ponta Porã, que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia, depois expandiu-se para outras cidades e estados.

Características
Diferentemente do chimarrão, que é feito com água quente, o tereré é consumido com água fria, resultando em uma bebida agradável e refrescante. Em sua produção, a erva mate utilizada no preparo do tereré difere do chimarrão por ter de ficar em repouso por volta de oito meses, em local seco, e de ser triturada grossa depois disso. Devido ao fato das folhas serem cortadas grossas, ao contrário do chimarrão, o tereré não tem tantos problemas com o entupimento. Quando isso ocorre, geralmente é devido a uma grande quantidade de mate em pó, indicando má-qualidade da erva usada.

8 comentários:

Janaina disse...

Ammmmooooo terere.
:)

Angela Ursa disse...

Janaina, então você já conhece o tereré! Deve ser muito bom nessa época de calorão :)) Beijos da Ursa

ana de toledo disse...

Oi!!
Retribuindo o carinho deixado lá pra nós!
Beijinhos

Jôka P. disse...

Angela, sua nova foto do perfil do blog está bacana !

Angela Ursa disse...

Ana, beijos floridos da Ursa ! :))

Jôka, obrigada! Eu achei que o fundo florido da foto combinava com a Floresta. Beijos da Ursa :))

Márcia(clarinha) disse...

Nunca bebi Tererê, mas gosto de chimarrão [o gosto é parecido?]

lindo dia amigAngela
beijos carinhosos

Angela Ursa disse...

Márcia Clarinha, sabia que eu não provei nenhum dos dois? :)) Pelo que li, devem ser parecidos. A diferença é que o chimarrão é bebida quente e o tereré se toma gelado. Beijos da Ursa :))

Anônimo disse...

Olá, cara Angela,

Parabéns pelo excelente blog, que muito tem a contribuir para o despertar das pessoas para com a questão ecológica.

Como você já deve ter percebido, possuo um site e uma comunidade que também possuem essa mesma preocupação, entre outras, e fiquei muito feliz por você ter aproveitado a reportagem que coloquei no meu site sobre o Tereré... espero poder colaborar mais, caso seja necessário.

Um grande abraço, e parabéns novamente.

7P-Darkman
(http://hubpantanal.no-ip.info)