sábado, 17 de outubro de 2009



Inhotim

(Fonte)
O Parque Ambiental do Inhotim é um local de sobrevivência, alimentação e reprodução das mais variadas formas de vida. Tem como diretrizes a conservação dos remanescentes florestais pertencentes aos biomas Mata Atlântica e Cerrado; resgate, ampliação e manutenção de coleções botânicas; emprego de técnicas sustentáveis de manejo; elaboração e desenvolvimento de programas socioambientais.
Sua área total, em constante crescimento, está distribuída em seus dois principais acervos: Reserva Natural com 600 hectares de mata nativa conservada e o Parque Tropical com 45 hectares de jardins de coleções botânicas e cinco lagos ornamentais que somam 3,5 hectares de área.
Coordenados pela Diretoria de Meio Ambiente e com base em premissas como desenvolvimento sustentável com responsabilidade socioambiental, são desenvolvidos projetos de pesquisa, inovações científicas, educação e gestão ambiental utilizando sistematicamente esses relevantes acervos de Inhotim. Por meio de ações específicas, o trabalho desenvolvido promove a formação profissional e a inclusão/inserção social de jovens da comunidade, além de despertar a preocupação e uma consciência crítica individual e coletiva para as questões socioambientais.
_______________
(Fonte)
Inhotim é um lugar em formação, onde arte contemporânea e natureza se relacionam de forma especial. O Centro de Arte Contemporânea é uma instituição comprometida com a educação e o desenvolvimento cultural da comunidade.

Situado no município de Brumadinho, Minas Gerais, Inhotim ocupa uma área de 35 hectares de jardins - parte deles criada pelo paisagista brasileiro Roberto Burle Marx - e abriga extensa coleção botânica de espécies tropicais, bem como um acervo artístico.

Além da arquitetura dos museus convencionais e dos parques de escultura, Inhotim oferece aos artistas a oportunidade de sonhar e produzir obras de realização complexa. Inhotim é um lugar para educação, meditação e deleite.

5 comentários:

Marcos Dhotta disse...

Bem que imaginei... Tinha que ter o dedo do Burle Marx nesta maravilha. Que paraíso.

Angela Ursa disse...

Marcos, Burle Marx era maravilhoso mesmo. Beijos floridos! :))

Janaina disse...

Poesia a olhos visto,Ursa.Tinhe que ter a marca do saudoso Burle Marx, que agora desenha paisagens celestiais.
Beijos saudosos.

Dani disse...

Vendo essas fotos maravilhosas desse lugar tão perfeito, desejei que, num dia como hoje, eu pudesse estar à beira desse lago, refletindo sobre as inconstâncias da vida... ia me fazer muito bem, com certeza!

Bjs!

Jôka P. disse...

Que incrível ! MARAVILHOSO !