quinta-feira, 1 de setembro de 2005

Artesãos de Floresta do Araguaia aprendem a fazer papel da casca do abacaxi
(Fonte: site do SEBRAE-PA, notícia de 15/07/2005)

O curso ofereceu capacitação em 15 diferentes tipos de papéis a partir das folhas do fruto no município que é o maior produtor de abacaxi do Estado
(Jecyone Pinheiro)

Produção dos artesãos de Floresta do Araguaia que transformam casca do abacaxi em arte.
Floresta do Araguaia - Um grupo de artesãos do município de Floresta do Araguaia, distante 1.240 quilômetros de Belém, está aprendendo a produzir papel a partir da folha do abacaxi. Conhecida como a cidade do abacaxi, Floresta do Araguaia, localizada no sudeste paraense, possui cerca de 14 mil habitantes e tem na abacaxicultura a mais forte geração de emprego e renda local.
A capacitação dos artesãos foi feita pelo Sebrae em parceria com a prefeitura municipal, Instituto de Desenvolvimento de Floresta do Araguaia e ACOALFA – Associação de Artesãos e Lapidadores de Floresta do Araguaia e, teve como resultado, a produção de 15 tipos de papéis a partir de folhas de abacaxi, associadas a folhas de banana, bagaço de cana, palha de milho e folha do babaçu, em processo totalmente natural. “A partir desses papéis, os artesãos foram capacitados para produzir caixas, sacolas, envelopes, papel para carta e outros produtos”, explicou Francisco Marcelino Fontes Costa, analista do Sebrae em Redenção.
Além da beleza dos produtos, há outro componente muito importante, que é o aproveitamento da folha do abacaxi, produzido em larga escala em Floresta do Araguaia, como matéria-prima básica na geração de papéis ecologicamente corretos. Pela resistência e qualidade dos papéis, eles poderão ser destinados a variados usos, com o potencial de agregar valor, principalmente a produtos originários da região amazônica.
Os 33 artesãos receberam capacitação para a produção dos papéis e para a produção das embalagens Eles já têm uma expectativa de mercado, pois já produzem jóias e outros artigos a partir de gemas e pedras semi-preciosas, e comercializam seus produtos, também na Associação São José Liberto, em Belém.
“O curso de produção de embalagens foi sucesso absoluto. O grupo está muito contente. Na próxima semana farão produção em condições que permitam apurar custos de produção e estabelecer preços de venda. A partir daí estarão prontos para produzir comercialmente”, concluiu Raimundo Nonato de Oliveira, gerente da Unidade de Negócios do Sebrae em Redenção.

7 comentários:

Lia Noronha disse...

Ursa:sua Floresta hj está encantada e mais informativa do que nunca!
Vou copiar esse texto para o meu filho levar amanhã para o colégio!!!
Adorei tudo e volto logo logo!!!

Beijos carinhosos diretamente do meu Cotidiano pra você.

Angela Ursa disse...

Olá, Lia! A Ursa ficou feliz de saber que esse texto vai ser útil ao seu filho. Beijos da Ursa e obrigada!

Jôka P. disse...

A Dona Ursa é amiga, ecológica, escritora, blogueira colunável de primeiríssima, índia top-model e... Dona Ursa também é CULTURA !!!
YEESSS !!!
:)
Bjs !!!

Palpiteira disse...

Muito interessante, dona Ursa. Eu adoro abacaxi.
Beijo. Bom fim de semana.

Angela Ursa disse...

Jôka, com tantos elogios assim, a Ursa fica muito feliz e orgulhosa! Você é um doce amigo!! Beijos!!

Amiga palpiteira, tem abacaxi aqui na oca da Ursa. Pode se servir à vontade, viu? :)) Beijos!

Fred disse...

Muito legal.
Uma grande iniciativa.
eu acredito em coisas assim.

Abraços

fred

Jôka P. disse...

Também vou querer abacaxi !!!
Tem caldinho de cipó-maluquinho ?