sábado, 19 de novembro de 2005

LETAL O dendrobata azul venenoso só é encontrado sob as árvores das florestas do Suriname (Fonte)

Rãs, untanhas, sapos e pererecas (Fonte)
Untanha, sapo, rã, perereca - bichos diferentes? Sim e não. A untanha e os sapos são bichos da mesma família, embora a untanha possua dentes cartilaginosos e os sapos sejam desdentados. Em termos amplos, a diferença entre os sapos e as rãs deriva do habitat: o sapo é mais terrícola, as rãs são mais aquáticas, as pererecas são mais arborícolas. Mas não é uma distinção muito nítida. Na classificação científica, todos pertencem à mesma ordem dos anfíbios: os Anura - que significa os "sem-rabo". Alguns zoológicos preferem chamar de sapos só os bichos do gênero Bufus, em que se salienta o Bufus marinus, voraz insetívoro que alguns agricultores criam para controlar os insetos daninhos. Um deles, em cativeiro, devorou uns 10 000 insetos diferentes no prazo de dez meses, o que dá a média de uns 100 insetos por dia, alguns bem grandes.
Rãs venenosas: Muitas rãs podem ser perigosas, mesmo ao tato. Conhecidas popularmente como rãs venenosas, elas não têm necessidades de alguma camuflagem em seus habitats na América Central e do Sul. Seus matizes de néon advertem os outros animais dos mortíferos produtos químicos que secretam através de seus poros. Os caçadores e índios envenenam a ponta de seus dardos ou lanças, esfregando-as na pele da rã conhecida como Phyllobates terribilis. O veneno, que provoca contrações musculares e paradas cardíacas, mantém seu poder por mais de um ano. Apesar do nome, somente 55 das 135 espécies de rãs venenosas são tóxicas e apenas 3 são usadas por caçadores para untar suas lanças. Algumas substâncias secretadas (que são combinações de produtos químicos) são benéficas, sendo utilizadas como calmantes ou estimulantes cardíacos. Quando rãs são criadas em cativeiro, podem não produzir veneno.

8 comentários:

Janaina Staciarini disse...

E elas são bem pequenininhas né?? Eu vi uma reportagem uma vez no Discovery sobre uma que era altamente letal, mas não me lembro qual...

Saramar disse...

Hummm...pode ser venenoso, mas é lindo!

Boa tarde, Angela Ursa...um bom finalzinho de domingo

Daia disse...

Sapos, cobras e lagartos me apavoram! Em compensação, esse feneco (não conhecia!) é tão lindinho! Observe o olhar dele...

Jôka P. disse...

Esse sapo azul é venenoso, é ?
Parece uma jóia, uma obra de arte.
O veneno é uma proteção pra ele, né ?
bjs,
JÔKA P.

Angela Ursa disse...

Janaína, é verdade, as rãs pequenas, mais coloridas, que parecem inofensivas, geralmente, são as mais venenosas. Beijos!

Saramar, as cores são lindas mesmo, apesar do perigo. Beijos!

Daia, o feneco é bonitinho mesmo. Beijos!

Jôka, esse sapo azul é um quadro perfeito, mas pela informação, muito venenoso! Beleza perigosa! :)) Beijos!

Palpiteira disse...

Gostei desse azulzinho aí! E beleza é sempre perigosa. :D Deve ser, as pessoas têm tanto medo.
Beijo.

Angela Ursa disse...

palpiteira, você tem razão! :)) Beijos!

Anônimo disse...

Oi eu me chamo Simone e estou cursando Ciencias Biológicas 3° periodo... Há alguns dias atras tivemos uma aula de campo com o objetivo de capturar alguns anfibios... Sair de lar fascinada... Como a natureza é linda...È tudo tão perfeito...
Bjos...