quinta-feira, 15 de dezembro de 2005

O guardião da Serra do Roncador (Fonte: site MusicExpress)
Tsereté é um Pajé do Povo Xavante. Nas comunidades indígenas, o Pajé representa a autoridade espiritual e o depositário do saber sobre o contato com o divino, a saúde e a vivência da espiritualidade. Situada ao leste de Mato Grosso, a Serra do Roncador, em torno da qual vivem os Xavante, é um lugar sagrado, guardado pelo Pajé Tsereté. O Povo Xavante, conhecido por sua valentia e espírito nobre, tem sua cultura construída na interdependência com o cerrado e toda a vida que ele guarda. O cerrado, os animais, os frutos, as flores, as ervas, os rios e tudo o mais significa o Ró. Através do Ró, o futuro das novas gerações é garantido: a comida, os casamentos, os rituais e a força de ser Xavante. O Ró é assim: a aldeia, circundada pela roça, em volta as frutas, depois a caça, junto com os espíritos, que ajudam a descobrir os segredos que o Ró esconde. Mais longe, o céu e a outra aldeia onde moram os mortos. A destruição do cerrado é, ao mesmo tempo, uma ameaça ao futuro da cultura Xavante.O CD Tsereté foi produzido pela Aldear Assessoria, Planejamento e Projetos, uma organização civil sem finalidade lucrativa, cujo objetivo é apoiar, através de produção cultural, ações empreendidas por povos indígenas brasileiros para revitalizar e preservar sua cultura e diversidade étnica.A Aldear acredita que as músicas tradicionais dos povos indígenas são fundamentos de sua identidade social e étnica. A música, para todos os povos, é instrumento de contato espiritual com o divino, de culto à natureza e seus fenômenos, de brincadeiras e integração social.

Contato: aldear@onix.com.br, Telefax (61)33491954
Comprar CD:aldear@onix.com.br, Telefax (61)33491954

Tsereté (ouça algumas faixas do CD)
Dapraba
Indígena
(Etnia Xavante)
MP3 2682 Kb
Canto dos jovens.
Voz: Pajé Tsereté.

Mara Wa Wa Dahôré
Indígena
(Etnia Xavante)
MP3 3439 Kb
Canto da noite.
Voz: Pajé Tsereté.

Wai Wá
Indígena
(Etnia Xavante)
MP3 2554 Kb
Segredo dos homens sagrados.
Vozes, chocalho e maracá: Pajé Tsereté e Guardião Paridzanedi.

4 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

linda amiga!!
ouvirei suas dicas de cânticos e entrarei no clima para conhecer um pouco mais sobre esse povo fantástico.
li o post abaixo sobre a próxima encarnação,ri muito com seus gostos,rsssss,viva Dona Ursa!!!!
lindo dia
beijosssssssssss

Anne disse...

Dona Ursa, ouvi as músicas e me senti numa aldeia indígena! Obrigada pela dica.
Beijos,
=^.^=

Matilda Penna disse...

Adoro quando você coloca músicas indígenas, Angela.
Me sinto numa aldeia e gosto disso!
Beijos, :).

Angela Ursa disse...

Márcia Clarinha, nada se compara à vida de Ursa! ;)) Beijos!

Anne, seja sempre bem-vinda à Floresta para outros passeios! Beijo da Ursa :))

Nanbiquara, você tem uma sintonia grande com a cultura indígena. Beijos! :))