sábado, 1 de abril de 2006

Manifestação dos Krahô-Kanela em Palmas, Tocantins, foto Wellington Antenor (28/10/2005)
Terra Mata Alagada

Mobilização dos Krahô/Kanela na sede da Funai em Gurupi-TO exige o direito a sua terra tradicional Mata Alagada (Fonte: CMI Brasil )
Por CAUSA INDÍGENA, 31/03/2006

Desde o dia 27 de março o povo indígena Krahô/Kanela está ocupando o prédio da FUNAI em Gurupi - TO, com o apoio da Organização Indígena do Tocantis (OIT), que reúne os povos Karajá, Apinajé, Karaja-Xambioá, Krahô, Xerente e Javaé, e também com o apoio dos Caiapó. Eles exigem que o presidente da Funai se pronuncie quanto a participação da instituição num acordo entre Ministério Público Federal, INCRA e o fazendeiro que hoje detém a posse de Mata Alagada, terra que já foi reconhecida por técnicos da própria Fundação Nacional do Índio como tradicionalmente ocupado pelos Krahô/Kanela.
Há mais de 20 anos, os Krahô/Kanela estão lutando em todas as instâncias para que a Funai tome as providências necessárias à demarcação de Mata Alagada. Mas, nesse período, a Fundação se omitiu e, muitas vezes, até tomou atitudes que só prejudicaram os Krahô/Kanela, transferindo-os para áreas de assentamento e tentando repassar a responsabilidade desse caso para o Incra. Diversas vezes, a Funai se posicionou não aceitando os Krahô/Kanela como sendo um povo indígena.
O próprio fazendeiro propôs um acordo que resolveria a situação dos Krahô/Kanela que desde 2003 estão vivendo na Casa do Índio de Gurupi. Esse local, que foi erguido onde antigamente era um lixão, já está depredado, pois não foi construído pra servir de moradia. Segundo um técnico da FUNASA o local está contaminado biologicamente, o que tem causado diversos problemas de saúde nos indígenas. O fazendeiro se propõe a sair da área e esperar a verba que será aprovada no orçamento da União para ser indenizado, desde que Funai, Ministério Público Federal e INCRA assinem um documento se comprometendo a assumir o acordo. O MPF e o INCRA já se pronunciaram favoráveis, mas até às 18 horas do dia 30/03 a Funai ainda não havia se pronunciado, e os Krahô/Kanela continuam firmes na ocupação.
Leia Mais:
POVO KRAHÔ-KANELA
Comitê de apoio as Krahô/Kanela
Email: campkrahokanela@yahoo.com.br
Te.: 0xx 63 3224-3296

6 comentários:

Matilda Penna disse...

Ô saudade que eu estava da Floresta, nossa!
Linda a foto da mata, linda a pintura dos índios.
Beijos e bom domingo, :).

Daia disse...

Oi, amiga.
Colocando a leitura em dia. Como são demoradas as ações que envolvem a FUNAI. Quantos anos ainda serão necessários para que haja respeito por parte das autoridades com relação aos índios? Afinal, quem são os invasores das terras neste país? Nós ou eles?
Beijos e bom domingo.:)

Angela Ursa disse...

Amiga nanbiquara, a Ursa também estava com saudades de você. Seja bem-vinda! :)) Beijos!

Daia, os índios estão sendo expulsos das terras que pertencem a eles. Beijos!

Márcia(clarinha) disse...

Tudo tão desgastantemente lento, que pena para esse povo sofrido que pede muito pouco.
Obrigada pelo seu voto minha querida,
lindo domingo,
beijosssssssssssssss

Angela Ursa disse...

Márcia Clarinha, vou ficar na torcida por você no Blognews :)) Beijos!

Janaina Staciarini disse...

É ou não um descaso?