quarta-feira, 26 de abril de 2006

Preguiça-de-bentinho (Bradypus tridactylus)
Preguiça-de-coleira (Bradypus torquatus)

Bicho-preguiça mora no parque da Luz em São Paulo (Fonte: Ambiente Brasil)
Camuflados nas árvores e com movimentos lentos característicos, quatro bichos-preguiça passam quase despercebidos pelos visitantes de um dos parques mais conhecidos de São Paulo, o jardim da Luz, em pleno centro.Até os mais atentos precisam ser alertados da existência deles. Na sexta-feira (21), um grupo de observadores de aves, com binóculos na mão, foi avisado pelos seguranças do parque de que no local havia um casal e dois machos de bicho-preguiça. "Nosso foco principal são os pássaros, mas sempre que encontramos animais diferentes colocamos em nosso relatório", disse Luiz Fernando Figueiredo, do Centro de Estudos Ornitológicos da USP, que desconhecia a presença de preguiças na área.Há mais de uma versão para o fato de os bichos-preguiça habitarem o jardim da Luz. Segundo a veterinária Vilma Clarisse Geraldi, da divisão de fauna da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, havia um zoológico no local. Os outros animais foram retirados do parque, mas os preguiças não foram resgatados.Já o biólogo André Dias, administrador do parque, diz que o bicho sempre existiu na área. A espécie, preguiça-de-bentinho, também pode ser vista na serra da Cantareira. "A informação que eu tenho é que os bichos ocorriam na cidade e, com a expansão urbana, formou-se uma ilha de preservação na Luz. Então, eles ficaram por lá", afirma.O número de animais, entretanto, está diminuindo com o passar dos anos. Até 2000, segundo Geraldi, havia sete preguiças no parque. Com a revitalização do espaço, poda e corte de árvores, três morreram.De acordo com Dias, os bichos já estavam debilitados na época. Ele tem esperança, entretanto, de que o único casal consiga se procriar neste ano. "Já faz muito tempo que não temos um filhote", diz. De acordo com o Ibama, a espécie preguiça-de-bentinho não está ameaçada de extinção. Já a preguiça-de-coleira está na lista das que correm risco. (Folha Online)

5 comentários:

luciane disse...

Oi, Ursa! Que coisa mais fofa esses bichinhos! Tomara que eles consigam se reproduzir e aumentar a população de preguiças na área. Aqui onde moro há um mini-zoo chamado Tropik Center, onde há, entre outros animais, um bicho preguiça solto entre as árvores. Quando ele desce, é a maior atração.
Beijo pra ti.

Diana disse...

Bom dia......

Acho-os com uma carinha sempre sorrindo....
Acho que sou uma preguiça-de-diana.....
Rss...
Bjs....

Matilda Penna disse...

O preguiça-de-coleira tem uma carinha tão simpática, feliz, viva a preguiça!
Pena que esteja na lista dos que correm risco de extinção, :(...
Tomara que o casal de preguiça-de-bentinho consiga procriar, tenha um monte de preguicinhas.
Beijos, :).

Daia disse...

Oi, amiga.
Colocando a leitura em dia.
Adorei os textos. O do sono dos animais foi muito interessante e incrível saber da existência de bichos-preguiça no centro de São Paulo.
Aí, falando em preguiça, me deu um soninho: zzzzzzzzzzz...
Beijos. :))

Angela Ursa disse...

Luciane, que legal você ser vizinha de um bicho-preguiça! Beijos da Ursa :))

Diana, então você é parente dos bichinhos-preguiça :)) Beijos!

Nanbiquara, espero que esses bichinhos não sejam preguiçosos para namorar e ter filhotes ;)) Beijos!

Daia, então, bom descanso para você! Beijos da Ursa