quinta-feira, 4 de maio de 2006

Banco de madeira; dos índios Kayabi
Entrada da Exposição, da esquerda para direita: banco em forma de veado, dos índios Mehinaku, peneira redonda, dos índios Waurá; remo decorado, dos índios Mehinaku; e cesto cargueiro, dos índios Kayapó


XII Mostra de Cultura Indígena de Campinas (Fonte: Iandé - Boletim de Histórias)
A prefeitura de Campinas, cidade do estado de São Paulo, promove até o dia 12 de maio a décima segunda edição de sua, já tradicional, Mostra de Cultura Indígena. Nesse ano, são dois os principais temas: os 40 anos do Programa de Saúde da Escola Paulista de Medicina/UNIFESP no Parque Indígena do Xingu; e também uma exposição de objetos que auxiliam na subsistência dos índios, reunidos sob o título de "O Cotidiano Indígena". O nobre trabalho da Escola Paulista de Medicina é ilustrado em uma dezena de painéis que contam a história desse projeto. É possível ver fotos, instrumentos médicos, teses e preciosas fichas médicas de alguns índios do Xingu. É interessante comentar que as fichas são controladas por números. Há um costume de índios de algumas etnias, que mudam o próprio nome quando atingem certa idade ou quando passam por determinadas situações. São registrados nas fichas médicas, os diversos nomes de cada indivíduo.
Já na exposição de objetos, foram reunidas peças de cozinha, cerâmicas, cestos de guardar e carregar alimentos, bancos, redes, roupas, bolsas, instrumentos musicais e objetos para caçar e pescar. São peças escolhidas do acervo da FUNAI de São Paulo, e da coleção de Rubem Pereira de Ávila, um entusiasta das culturas indígenas, e que é o principal responsável pela organização dessa Mostra, e também das anteriores.
Para saber mais: XII Mostra de Cultura Indígena - data: de 18/abril a 12/maio de 2006, horário: das 8:00h às 18:00h, local: Centro de Convivência Cultural de Campinas, endereço: Praça Imprensa Fluminense s/nºcidade: Campinas - São Paulo

6 comentários:

greentea disse...

linda exposição

é importante a divulgação e preservação destas culturas.

Estarei em contacto contigo, pois gosto de vir aqui. De certo modo revejo-me neste blog.
E também gostaria de ter a receita da salada indigena...
bjs

Diana disse...

Bom dia......

Deveria ser uma obrigatoriedade uma mostra assim......
Bjs....

Janaina Staciarini disse...

Você já foi, Angela? Vai nessa?

Matilda Penna disse...

Adorei o remo, os bancos também, lindos.
E o costume de mudar o nome, maravilhoso, não gostou, muda, :).
Beijos, :).

Angela Ursa disse...

greentea, seja sempre bem-vinda! A salada indígena foi uma brincadeira minha com a gif da ursinha ;)) Beijo da Ursa

Diana, concordo totalmente. Seria tão bom se tivessem mais mostras como essa com frequência! Beijos :))

Janaína, infelizmente, não vou poder ir à Mostra. Atualmente, está difícil para mim poder viajar, mesmo pequenas viagens. Beijos da Ursa!

Nanbiquara, é um costume interessante mesmo esse da troca de nomes. Beijos!

Lia Noronha disse...

Ursa: queria ver de perto td isso!
B-jim e boa sexta- feira.