quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

Hortênsias brancas em cesta indígena artesanal criada pelos índios do projeto Arte Baniwa (Fonte da imagem)

Mulheres indígenas são assassinadas! Basta de impunidade!
Enviado em Questão Indígena, GÊNERO, RAÇA E ETNIA de GRUMIN | 11 de Janeiro de 2007

A mulher indígena é sagrada e não pode ser objeto de selvageria. Por isso a REDE GRUMIN DE MULHERES INDÍGENAS exige dos órgãos oficiais que apurem o ato de vandalismo e destruição da vida de uma mulher indígena Baniwa desaldeada, mas fiel às suas raízes. Ela buscava na cidade grande, o sustento da família, como muitas anônimas. Ninguém tem o direito de criticá-la. Não se mata uma mulher indígena!
Ela foi estuprada e estrangulada em São Gabriel, Amazônia. Isso é um ato terrorista contra indígenas urbanos, uma violação aos direitos humanos.São séculos de desrespeito, racismo, intolerância. Isso não ficará impune.Por outro lado, uma anciã indígena de 70 anos foi assassinada por interesses necoloniais, em Mato Grosso do Sul. Essas histórias não terão fim se não existir uma política governamental específica para povos indígenas.
MULHERES INDÍGENAS: Ajudem a denunciar essa violação ao sagrado ancestral! Se não apurarem esses crimes, nós mulheres estaremos diariamente denunciando à população, à mídia nacional e estrangeira, até que se faça JUSTIÇA!
REDE GRUMIN DE MULHERES INDÍGENAS

7 comentários:

Jôka P. disse...

Não se mata mulher indígena e nem mulher nenhuma.
Aliás, não se mata ninguém, né ?!
Um beijo
de seu amigo
de Copacabana
Jôka P.
PS: Lindas as hortências, me lembram Petrópolis.

Angela Ursa disse...

Jôka, matar é um ato extremamente covarde e deve ser punido severamente. Infelizmente, no nosso país, existe muita impunidade. Beijos carinhosos da Ursa!
PS: Ainda existe aquele monte de hortências enfeitando a estrada Rio-Petrópolis?

Saramar disse...

Toda as mulheres são sagradas.
Aliás, toda a vida é sagrada.
Quem atenta contra a vida e a dginidade das pessoas é um monstro!
Que Deus nos ajude a ultrapassar essa etapa de tanta selvageria.

beijos

Angela Ursa disse...

Saramar, também rezo sempre para que essa violência toda que tem ocorrido, não só com os índios, termine logo. Beijos da Ursa!

Jonas Prochownik disse...

Angela, que barbaridades esses assasinatos!! Espero que os criminosos sejam encontrados e punidos. Bjs. do teu amigo Jonas.

Lizzie disse...

Infelizmente a humanidade está se tornando o caos. Cada vez existe mais violência, mais impunidade e mais injustiça. Lamentável!
Beijão amiga!

Lia Noronha disse...

Ursa: lindas flores...vou levá-las pra enfeitar o a minha noite...e presentear amigos!!!Boa noite e beijos bem urbanos pra vc.