sexta-feira, 20 de abril de 2007


Bardana é raiz farta em nutrientes

(Trechos de matéria por RACHEL BOTELHO - COLABORAÇÃO PARA A FOLHA )

Da mesma família da margarida, a bardana é uma planta herbácea comum em toda a zona temperada do hemisfério norte. Sua raiz longa e delgada de textura crocante e sabor adocicado é muito apreciada pelos japoneses, o único povo que consome a planta em larga escala. No Japão, onde é conhecida por "gobô" e cultivada em duas variedades (com talo verde e arroxeado), costuma ser cozida junto a outros vegetais.

Uso medicinal
A fama de planta medicinal vem da Antigüidade; a bardana já era conhecida e utilizada pelos gregos como medicamento. Com sua ação bactericida, combatia inúmeras doenças de pele e era utilizada ainda para aliviar a dor e evitar o inchaço decorrente de picadas de insetos e de aranhas. De acordo com Rose Aielo Blanco, editora do site Jardim de Flores (www.jardimdeflores.com.br), há vários estudos que comprovam suas propriedades anti-sépticas. Além desse uso, "povos orientais consomem a bardana para combater e tratar vários problemas de saúde. Raízes e sementes são ingeridas para combater cálculos renais, reumatismo e problemas na vesícula. A infusão das folhas também é utilizada com a mesma finalidade", diz.
A raiz da bardana é utilizada também pela homeopatia. Sua tintura costuma ser empregada contra afecções dermatológicas (acne, furúnculo, eczema do couro cabeludo) e nos bloqueios do metabolismo. Do ponto de vista nutricional, é rica em sais minerais e fornece proteínas, glicídios, fibras, vitaminas A, B1 e C, riboflavina e niacina. Como suas propriedades e boa parte dos nutrientes estão concentrados na casca, Blanco recomenda escová-la para remover bem a terra, mas não descascá-la. Para evitar que a raiz escureça ao ser cozida, basta deixá-la de molho na água com gotas de vinagre ou limão.


Onde encontrar
Marukai

r. Galvão Bueno, 34, São Paulo; tel. 0/xx/11/ 3341-3350 (R$ 2,50 o maço)
www.marukai.com.br

Casa Santa Luzia
al. Lorena, 1.471, São Paulo; tel. 0/xx/11/3897-5000
(preço: R$ 18,30 o quilo)
www.santaluzia.com.br



10 comentários:

Janaina de Almeida disse...

Índia Ursa,
já fiz o dever de casa , linkei o selo do Amazônia para sempre.
Você já experimentou bardana, será que que preparo é fácil?
Beijos, bom fim de semana,
Janaina de Almeida, Vila Isabel.

Angela Ursa disse...

Janaína, obrigada pela divulgação do selo!! :)) Há muito tempo, quando eu ainda morava no Rio, eu costumava comprar produtos naturais. Descobri a raiz de bardana em conserva numa dessas lojas e experimentei. Gostei bastante. Eu costumava cortar a raiz em rodinhas, tipo palmito, e colocava em saladas. Ela tem uma casquinha fina por fora, tipo casca de batata, mas fina. Aqui eu não encontro bardana. Se encontrar no Rio, experimente também! Beijos da Ursa

Matilda Penna disse...

Interessante, vou procurar para experimentar uma hora dessas, não sabia que se comia bardana, por isso gosto aqui da Floresta, aprendo muita coisa.
Beijos, :).

Janaina Staciarini disse...

Aqui em casa a gente usava também, mas tem muito tempo que não acho por aí...
Beijos com saudades.

Carol Montone disse...

Adorei seu blog, as índias...meu filho chama-se Cauã. Gostei muito da sua floresta...obrigada por em apresentar a Bardana
beijo
Carol Montone

Angela Ursa disse...

Nanbiquara, você vai gostar da raiz de bardana. Beijos!!

Oi, Janaína! Fiquei feliz de receber sua visita. Também estava com saudades. Não desapareça, viu? :)) Beijos e carinho da Ursa!

Carol, seja sempre bem-vinda à floresta! :)) Seu filho tem um lindo nome. Beijos floridos da Ursa!

Saramar disse...

Que coisa mais perfeita: a beleza e a utilidade. Como sempre, não Ursa?
a natureza é maravilhosa.
Obrigada por ensinar.

beijos e boa semana para você.

Mônica Montone disse...

Oi, Angela!

Muito bacana sua floresta! Apoio, totaaaaaaaal, ao que escreveu na descrição do 'quem sou'.

Bom saber que ainda existem pessoas como você, preocupadas, efeitivamente, com a nossa natureza.

beijos e bom domingo, querida

MM

ps: te achei na página de amigos comuns, se quiser conhecer meu canteiro, será bem vinda :O)

Janaina Staciarini disse...

Angela, voltei com o Alfarrábio!!
Beijos!

Angela Ursa disse...

Saramar, a natureza tem tantas coisas lindas e tanta sabedoria! Beijos :))

Mônica, que bom que você gostou da Floresta. Obrigada pela visita e volte sempre! Vou visitar sua casa virtual sim. Beijos da Ursa :))

Janaína, gostei da surpresa da volta do Alfarrábio!! Beijos da Ursa :))