segunda-feira, 21 de maio de 2007

Lenda do Monte Roraima
(Fonte: site Amazonia.com.br)
Segundo os geógrafos, o Monte Roraima é uma formação da era pré-cambriana. Ele tem 2.875 metros de altitude. Mas segundo o folclore, o monte Roraima é muito mais do que isso.
Os índios Macuxi contam que antigamente, no local onde hoje existe o Monte Roraima, existiam apenas terras baixas e alagadiças, cheias de igapó. As tribos que viviam naquela área não precisavam disputar comida, pois a caça e a pesca eram fartas.
Uma vez, nasceu um belo pé de bananeira. E a árvore era algo inédito na região. A estranha planta cresceu muito rápido e deu belíssimos e apetitosos frutos.
Os pajés então avisaram que aquele vegetal era na verdade um ser sagrado e que como tal seus frutos eram proibidos para qualquer pessoa da tribo. Os pajés avisaram ainda que caso alguém desobedecesse a regra e tentasse comer uma fruta daquelas, desgraças terríveis aconteceriam: a caça se tornaria rara, as frutas secariam e até a terra iria tomar um formato diferente. Era permitido comer de tudo, menos os frutos da bananeira sagrada.
Todos passaram a temer e a respeitar as ordens dos pajés. Mas houve um dia em que, ao amanhecer, todos correram para ver com espanto a primeira desgraça de muitas que ainda estavam por vir: um cacho da bananeira havia sido decepado. Todos se perguntavam, mas ninguém sabia dizer quem poderia ter feito aquilo. Antes que tivessem tempo para descobrir o culpado, a previsão dos mais velhos começou a acontecer. A terra começou a se mover e os céus tremiam em trovões. Todos os animais, da terra ou do céu, bateram em retirada. Um dilúvio começou a despencar e um enorme monte começou a brotar rasgando aquelas alagadas terras. E foi assim que nasceu o Monte Roraima. É por tudo isso que, até os dias de hoje, acredita-se que o monte Roraima chora quando de suas pedras caem pequenas gotas de água cristalina.

4 comentários:

PPRangel disse...

Olá Ursa, obrigado pela visita à SOPPA. Bela lenda essa dos índios Macuxis. Nunca estive em Rondônia. Será que ainda tem Banana Real por lá?

Márcia(clarinha) disse...

Adoro saber essas coisas, conhecer as lendas.
Feliz dia minha querida Angela
beijosssssssss

Tom, um ser diferente... disse...

Ursa,
Vai ver que Adão e Eva sofreram igual a essa tribo do Monte Roraima...
Adoro vir aqui e ampliar meus conhecimentos com a Ursa!
Ôh floresta danada de boa!
Beijos,
Tom

Angela Ursa disse...

pprangel, eu também não conheço Rondônia. Tomara que alguém possa contar aqui se lá ainda tem banana real ;)) Beijos da Ursa

Márcia Clarinha, lendas e poesias fazem bem às pessoas, não? :)) Beijos da Ursa

Tom, obrigada pelo carinho! Beijos floridos! :))