segunda-feira, 29 de agosto de 2005


Curupira, de "curu", abreviação de "curumi" e "pora", corpo ou corpo de menino. É a "Mãe do Mato", o tutor da floresta, que se torna benéfico ou maléfico aos freqüentadores desta, segundo as circunstâncias e o seu procedimento. (Fonte da imagem e do texto)

Do Cesto de Histórias da Ursa

Ursa Sentada e o Curupira
(Som de estampido) Uf !! Hum !! Que barulho foi esse?? A Ursa estava dormindo, brincando com dois bichos preguiças na terra dos espíritos e, agora, o tambor do peito está batendo forte... O sol já está bem alto. (Tum ! - outro som de estampido). Por Tupã, isso parece coisa de homem branco ! É arma que cospe fogo ! A Ursa vai pegar arco-e-flecha e lança pra ver quem está matando animais da floresta. Hum... tô sentindo o cheiro da arma do homem branco... O cheiro vem daquele lado... São dois homens brancos e estão atirando numa onça... A Ursa não vai poder lutar com os dois... Precisa chamar curupira pra ajudar... Vou soprar minha flauta de bambu... Ah !... As folhas estão se mexendo atrás dos homens brancos... Curupira vai assustar eles... "- O que foi isso? Você ouviu esse barulho atrás da gente?" (perguntou um dos caçadores) "- Ouvi sim. Será que é outra onça?" "Não é onça coisa nenhuma ! Sou eu !! (gritou o curupira aparecendo na frente deles). "- De onde saiu esse curumim esquisito?" "Esquisito é você, segurando essa jararaca nas mãos" (respondeu o curupira rindo). "Ai !!!! Uma jararaca !!! Onde foi parar o meu rifle?" "Que rifle? Você estava segurando aquela jararaca que fugiu de susto da sua cara feia" (disse o curupira dando uma gargalhada) "Cruzes ! Veja ! Ele tem os pés virados pra trás!" "Tenho sim. 'Você não sabia? Nunca viu um curupira?" (perguntou o próprio) "Socorro !!! Um curupira !!! Pensei que essas coisas não existissem" "Existem sim. E "coisa" é o seu nariz que parece uma fruta amassada. Eu vim aqui para espantar vocês da minha floresta !! Se vocês não forem embora agora, vão ficar perdidos para sempre, até morrer" "Por favor, não !! Nós já estamos indo" "Primeiro vocês vão rodar em círculo por muito tempo" (respondeu o curupira pulando e desaparecendo) "Pra onde ele foi?" "Sei lá! Vamos logo embora daqui" "Acho bom mesmo !" (reapareceu o curupira bem perto deles). "Ai !! De onde você surgiu?!! Quer me matar do coração?" "Ele ficou invisível de novo"! "Mas eu continuo ouvindo a risada dele. Vamos logo sair daqui" "Eu não consigo. Corro, corro, e acabo sempre voltando para perto dessa árvore"! "Ele disse que a gente ia rodar em círculos" "Maldição !!!"

4 comentários:

Lia Noronha disse...

Ursa: que linda narrativa...uma lenda repaginada.


Boa noite de segunda-feira nesta Floresta Encantadora!
Beijos.

Angela Ursa disse...

Amiga Lia, que bom que você gostou da história. Uma ótima noite para você também. Que Tupã a proteja! :))

Jôka P. disse...

Eu gosto das histórias da Ursa !
Poderiam ser transpostas para histórias-em-quadrinhos !!!
São bem visuais ...
Bjs,
JÔKA P.

luciane disse...

Angela, estou aqui lendo o seu "A Ursa Sentada e o Curupira". Que ótimo esse texto.

(Acho que vou contar a história desse peixe lá no blog. Mas te prepara porque é nojento... hihihi)

Beijo