terça-feira, 30 de agosto de 2005




Do site Mitos e Lendas do Brasil:

Juriti, a mãe dos rios
A origem dos rios Xingu e Amazonas também faz parte do imaginário indígena, conforme lenda abaixo:
“Dizem que antigamente era tudo seco.
Juruna morava dentro do mato e não tinha água nem rio. Juriti era a dona da água, que a guardava em três tambores.
Os filhos de Cinaã estavam com sede e foram pedir água para o passarinho, que não deu e disse:
-"Seu pai é Pajé muito grande, porque não dá água para vocês?"
Aí voltaram para casa chorando muito. Cinaã perguntou porque estavam chorando e eles contaram.
Cinaã disse para eles não irem mais lá que era perigoso, tinha peixe dentro dos tambores. Mas eles foram assim mesmo e quebraram os tambores. Quando a água saiu, Juriti virou bicho. Os irmãos pularam longe, mas o peixe grande que estava lá dentro engoliu Rubiatá (um dos irmãos) , que ficou com as pernas fora da boca.
Os outros dois irmãos começaram a correr e foram fazendo rios e cachoeiras. O peixe grande foi atrás levando água e fazendo o rio Xingu. Continuaram até chegar no Amazonas. Lá os irmãos pegaram Rubiatá, que estava morto. Cortaram suas pernas, pegaram o sangue e sopraram. Rubiatá virou gente novamente. Depois eles sopraram a água lá no Amazonas e o rio ficou muito largo. Voltaram para casa e disseram que haviam quebrado os tambores e que agora teriam água por toda a vida para beber.”
(JURUTI-PEPENA) - Na Amazônia designa uma pomba mística, encantada, que paralisa as suas vítimas (em tupi "pepena" - aquele que faz quebrar, torna paralítico).

6 comentários:

Jôka P. disse...

Meninaaa !!!!
Que coisa sinistra !
Amputações sanguinolentas !!!
Meio trash essa lenda, criança não vai dormir se ouvir !!!
Mas como gosto de Terror, gostei...
Bjs,
JÔKA P.

Lia Noronha disse...

Ursa: que lenda fantástica!!!
A Natureza e seus inúmeros mistérios.
Abraços de encostar costelas...e muita paz e amor nessa Floresta que está a cada
dia que passa mais encantada!

Angela Ursa disse...

Jôka, mas as histórias infantis sempre têm uma parte ou personagem assustador. Basta lembrar do lobo da Chapeuzinho Vermelho que comeu a avó e a bruxa da Bela Adormecida, entre outros. Beijos!!

Lia, são muito interessantes mesmos essas lendas indígenas. Beijo da Ursa

Diana disse...

Rindo....do Lord.....me perdoe....
Concordo com vc.....sempre tem o do mal né...
Bjs....

Fred disse...

Só mesmo de índio uma explicação maravilhosa como essa para a criação de rios e cachoeiras.
Cada vez mais gosto do seu site.
Nota dez!
Eu saio do deserto do Cidadania e venho aqui para a mata escutar o Uirapuru e ler essas coisas maravilhosas.

Abraços

Fred

Angela Ursa disse...

diana, o Jôka tem uns comentários muito divertidos sim. Beijos!

fred, espero que essa pequena floresta virtual possa sempre te dar um pouco de paz. Beijo da Ursa!