terça-feira, 13 de dezembro de 2005

O secretário-geral do FDDI, Francisco Apurinã, recebe a premiação

FDDI ganha prêmio de direitos humanos (Fonte: site socioambiental )
O Fórum em Defesa dos Direitos Indígenas (FDDI) foi um dos escolhidos para receber o prêmio que o governo federal concede anualmente. Também receberam a homenagem a autora de telenovelas Glória Perez, o Instituto de Defesa da Diversidade Sexual (Divasf), a Comissão de Direitos Humanos da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e o Conselho Federal de Psicologia.
A união da sociedade civil organizada e do movimento indígena na luta pela garantia dos direitos e dos territórios indígenas foi reconhecida oficialmente. O Fórum em Defesa dos Direitos Indígenas (FDDI) foi um dos agraciados com o Prêmio de Direitos Humanos 2005 do governo federal. A premiação ocorreu ontem, segunda-feira, dia 12 de dezembro, no Ministério da Justiça, em Brasília. O secretário-geral do Fórum, Francisco Avelino Batista Apurinã, recebeu a homenagem das mãos de Mário Mamede, ministro interino da Secretaria-especial de Direitos Humanos da Presidência da República.

Criado em junho de 2004, o FDDI agrega dez organizações indígenas e indigenistas, entre elas o Instituto Socioambiental (ISA), o Centro de Trabalho Indigenista (CTI),a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn), a Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, ES e MG (Apoinme), o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), a Associação Brasileira de Antropologia (ABA), Comissão Pró-Yanomami (CCPY) entre outros. "Este é o reconhecimento de que o Estado não pode realizar nenhum tipo de ação ou política voltada aos povos indígenas sem a participação das organizações indígenas e das outras organizações da sociedade que trabalham com a causa indígena", avaliou Batista. Ele afirmou também que o prêmio fortalece o elo entre entidades indígenas e indigenistas.
O FDDI foi um dos responsáveis pela organização do Abril Indígena, conjunto de mobilizações ocorridas, em abril deste ano em várias partes do País, em defesa dos direitos dos povos indígenas. Como parte delas, o Fórum organizou o Acampamento Nacional Terra Livre, de 25 a 29 de abril, em plena Esplanada dos Ministérios, em Brasília, que reuniu mais de 700 lideranças, de 89 povos indígenas, para participar de debates, manifestações culturais, audiências públicas e encontros com autoridades. O FDDI tem tido atuação destacada na articulação política do movimento indígena nacional e na tentativa de formular e implantar uma nova política indigenista nacional.

4 comentários:

Jôka P. disse...

URSA,
adorei a sua visita noturna à Copacabana.
Da próxima vez encomendo uns Big Bob´s pra gente fazer uma pequena ceia...uns Big Bob´s com milk shake de Ovomaltine e batatas fritas !!!
HUMMMM!!!!
Beijos
JÔKA P.

Angela Ursa disse...

Oi, Jôka!!! Agora, você deixou a Ursa gulosa com água na boca!!! Vamos fazer, sim, uma ceia de Natal com Big Bob´s, batatas fritas e milk shake de Ovomaltine ;)) Beijos da Ursa!

Margaret Dal-Ri disse...

Angela
Acho que este prêmio é um reforço à causa indigenista.Acho que também deve despertar a auto-estima deles, por sentirem-se assim valorizados.
Margaret

Angela Ursa disse...

Margaret, deviam haver mais prêmios para as causas indígenas, mais apoio, patrocínio. Beijos!