sábado, 14 de janeiro de 2006

Índia e criança Yanomami (Fonte da imagem)

Representante do povo Yamomami cobra a retirada de garimpeiros - 11/01/2006
(Local: Boa Vista - RR, Fonte: Folha de Boa Vista - matéria publicada no site Amazonia.org.br)
O representante dos povos Yanomami do Amazonas e Roraima, Davi Kopenawa Yanomami, disse que os indígenas querem o cumprimento das promessas por parte do Governo Federal. “Não queremos deixar os índios morrerem por falta de dinheiro para a melhoria da prestação de saúde por parte das conveniadas. Queremos um plano imediato para a retirada dos garimpeiros, que são os maiores causadores da malária entre os índios”, ressaltou.
Conforme ele, o Governo Federal tem que manter os profissionais na área para cuidar da saúde dos povos indígenas. Ele reconheceu que houve queda na qualidade dos serviços prestados pelas conveniadas a partir do atual governo Lula. Relacionou esses fatos ao atraso no repasse de verba.
“A saúde indígena não está muito boa. As doenças estão aumentando no Estado do Amazonas, por causa da falta de apoio por parte do Governo Federal”, disse Davi Kopenawa, ao informar que o principal motivo para a conferência é a cobrança da regularização dos serviços.
Hoje acontecerá plenária temática para discussão das propostas apresentadas pelos grupos. Amanhã será realizada a apresentação final com aprovação das propostas de cada um dos cinco temas abordados durante os três dias de conferência.
Durante o encerramento serão escolhidos 24 delegados para participar da Conferência Nacional de Saúde Indígena. Desse total, 12 são usuários indígenas, seis profissionais de saúde e seis representantes de instituições que atuam na área indígena. (Leandro Freitas)

3 comentários:

luciane disse...

Oi, Angela.
O governo Lula marcaria um ponto a favor tão grande se conseguisse melhorar as condições de saúde desses povos, não é?
Não sei se tu sabes, mas eu estudo enfermagem. Pra mim, seria a realização de um sonho poder trabalhar durante algum tempo com povos indígenas. Imagina o desafio de ajudar com práticas ocidentais de saúde sem deixar que as tradiçoes e conhecimentos desses povos deixassem de ser usados. Sonhar não custa nada, né?
Beijo

Angela Ursa disse...

Luciane, que bonito o seu desejo de ajudar os índios com o seu trabalho de enfermagem! Tomara que ele se realize. Vou ficar na torcida. Concordo com você, o governo do Lula está deixando de lado questões muito importantes, como essa. Beijos! :))

Melissa Xavier Antunes disse...

Olá Angela!!!
Meu nome é Melissa, sou de Sorocaba/SP, tenho 23 anos, formada em 12/2007 Bacharel em Enfermagem. Tenho interesse em trabalhar com saúde indigena no Amazonas. Por favor, como faço para me candidatar a vaga e realizar processo seletivo.
Email: melissazoinho@hotmail.com
Telefones: (15)97031920 / 88045622.

Se puder, por favor, me responda no email.

Obrigada!
Att. Melissa